sábado, março 2, 2024
26.3 C
Manaus
InícioGeralSaúdePrefeitura de Manaus tem 45 dias para iniciar mudança de aterro sanitário

Prefeitura de Manaus tem 45 dias para iniciar mudança de aterro sanitário

Publicado em

Publicidade

A Prefeitura de Manaus tem um período de 45 dias para dar início à transferência do atual aterro sanitário localizado no quilômetro 19 da rodovia AM-10 (Manaus/Itacoatiara). O encerramento das operações de compostagem de resíduos no local está programado para o dia 31 de dezembro de 2023. A determinação foi emitida pela Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que acatou parcialmente os recursos apresentados pelo Ministério Público do Amazonas (MP).

Dentro do mesmo prazo, a prefeitura deve apresentar um plano detalhado para a implementação do novo aterro sanitário, a recuperação da área degradada onde o atual depósito de lixo está situado e o tratamento adequado do chorume e gás resultantes do processo de compostagem. O aterro sanitário abriga atualmente uma usina de compostagem, o escritório operacional e um sistema de lagoas.

Uma sentença de primeira instância, datada de fevereiro de 2019, havia atendido ao pedido do Município de Manaus para considerar a possibilidade de manter o aterro sanitário municipal em seu local atual, seguindo a vida útil estipulada em um laudo pericial judicial (janeiro de 2024), sob determinadas condições estabelecidas na decisão. No entanto, o Ministério Público solicitou a revisão dessa sentença.

O acórdão do TJAM destacou: “Diante dos laudos apresentados, em que pese o tratamento dado ao ‘chorume’ e aos demais passivos ambientais, há clara contaminação nos arredores e recursos hídricos da região”.

O plano para a realocação do aterro deve ser submetido ao Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) e ao Núcleo de Apoio Técnico do Ministério Público para análise e aprovação. No caso de não cumprimento, a prefeitura enfrenta a possibilidade de multa diária de R$ 100 mil, limitada a 30 dias, além de enquadramento no artigo 330 do Código Penal, referente à desobediência de ordem legal.

A decisão foi tomada em uma sessão em que o desembargador Abraham Peixoto Campos Filho apresentou um voto-vista, sugerindo um prazo mais curto do que o proposto pelo relator, desembargador João Simões, para a implementação das medidas. Por consenso, o colegiado optou pelo prazo de 45 dias.

No aterro sanitário, o lixo passa por três destinações distintas: 1) aterramento, 2) reciclagem (encaminhamento para os galpões de catadores) e 3) produção de composto orgânico realizada pela Usina de Compostagem.

A usina produz, em média, 28,7 mil toneladas de energia por mês. Segundo a prefeitura, o potencial elétrico estimado é de 10 megawatts, obtido na forma de biometano, o que possibilita atender até 20 mil pessoas por mês.

Leia mais:
Lixões a céu aberto ainda ameaçam maioria dos municípios do Amazonas

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu na manhã...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...

Entenda a diferença entre os sintomas de dengue e covid-19

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções...

Mais como este

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu na manhã...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...