sábado, fevereiro 24, 2024
32.3 C
Manaus
InícioAmazôniaVeja fotos de antigas gravuras rupestres encontradas no Amazonas

Veja fotos de antigas gravuras rupestres encontradas no Amazonas

Publicado em

Publicidade

A seca histórica que atinge o Amazonas fez com que aparecessem gravuras rupestres, que estavam submersas nas paredes rochosas do sítio arqueológico das Lajes, localizada às margens do Rio Negro, em Manaus. A última vez em que estiveram visíveis foi na estiagem de 2010.

O sítio está localizado no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste de Manaus. As imagens lá encontradas são de indígenas que habitaram a Amazônia séculos antes da invasão dos colonizadores portugueses e ajudam a entender um pouco mais sobre os povos que viveram na região de Manaus entre 1.000 e 2.000 anos atrás.

Parte das imagens ainda se encontram encobertas, mas há a possibilidade do aparecimento, caso o Rio Negro continue baixando. Nas gravuras são encontrados: rostos humanos, imagens de animais e representações das águas. De acordo com o arqueólogo Filippo Stampanoni, esses locais contam a história indígena.

“Esses locais, hoje sítios arqueológicos com terra preta, grandes quantidades de fragmentos de cerâmica e gravuras rupestres, contam a história indígena antiga da região e precisam ser considerados com respeito por todos nós que moramos hoje em Manaus”, disse.

No entanto, o local passou por inúmeros processos de degradação, que prejudica a localização de mais imagens.

Confira algumas gravuras rupestres indígenas: 

Assim como em 2010, as “caretas’ estão reaparecendo à medida que o rio Negro desce. (Foto: Alberto César Araújo/Amazônia Real)
Assim como em 2010, as “caretas’ estão reaparecendo à medida que o rio Negro desce. (Foto: Alberto César Araújo/Amazônia Real)
Rochas na beira do pedral, no mesmo nível do rio, apareceram nesta semana. (Fotos: Valter Calheiros)
Rochas na beira do pedral, no mesmo nível do rio, apareceram nesta semana. (Fotos: Valter Calheiros)
Imagem de cabeça gravada no sítio arqueológico Lajes, em Manaus (Imagem: Valter Calheiros)
O sítio arqueológico das Lajes está desprotegido (Foto: Alberto César Araújo/ Amazônia Real).

Leia mais:
Quanto custa retirar as famílias de área de risco em Manicoré?
Vazante: Rio Negro bate novo recorde ao atingir cota de 12,89 metros
Número de botos encontrados mortos em Tefé sobe para 141

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

*Com informações do Portal Amazônia Real

Últimas Notícias

Fevereiro Verde: Voluntários limpam a Ponta Negra

Em consonância com o "Fevereiro Verde", mês dedicado à conscientização ambiental, a Papelito, conhecida...

Pré-candidato Amom fala sobre autismo, nepotismo e arborização

O cenário político de Manaus ganha destaque com a pré-candidatura de Amom Mendel (Cidadania)...

Crianças indígenas recebem vacina contra dengue em Manaus

Crianças indígenas da comunidade Parque das Tribos, em Manaus, foram as pioneiras a receber...

Seduc anuncia resultado do programa Jovem Bilíngue; Confira

A Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) divulgou o resultado final do programa Jovem...

Mais como este

Fevereiro Verde: Voluntários limpam a Ponta Negra

Em consonância com o "Fevereiro Verde", mês dedicado à conscientização ambiental, a Papelito, conhecida...

Pré-candidato Amom fala sobre autismo, nepotismo e arborização

O cenário político de Manaus ganha destaque com a pré-candidatura de Amom Mendel (Cidadania)...

Crianças indígenas recebem vacina contra dengue em Manaus

Crianças indígenas da comunidade Parque das Tribos, em Manaus, foram as pioneiras a receber...