sábado, março 2, 2024
24.3 C
Manaus
InícioPoderCOP28 encerra com acordo de transição de combustíveis fósseis

COP28 encerra com acordo de transição de combustíveis fósseis

Publicado em

Publicidade

As negociações climáticas da 28ª Conferência das Partes (COP28) em Dubai chegaram a um desfecho histórico, marcado por um acordo que estabelece, pela primeira vez, um compromisso de transição de todos os combustíveis fósseis. O presidente da cúpula, o sultão Al Jaber dos Emirados Árabes Unidos, mediou um entendimento que conseguiu reunir o apoio tanto dos Estados Unidos quanto da União Europeia, ao mesmo tempo que manteve a Arábia Saudita e outros produtores de petróleo a bordo.

Acordo de abandono aos combustíveis fósseis

O acordo insta os países a abandonarem de forma rápida e ordenada os sistemas energéticos baseados em combustíveis fósseis, adotando uma abordagem justa. Essas qualificações foram fundamentais para conquistar o apoio de céticos. Além disso, os países são chamados a contribuir para um esforço de transição global, em vez de serem compelidos a realizar a mudança de maneira isolada.

“Juntos, confrontamos a realidade e colocamos o mundo na direção certa”, afirmou Al Jaber, que também é CEO da Abu Dhabi National Oil Co (Adnoc). O acordo foi confirmado na quarta-feira (13), um dia após o programado, sendo recebido com aplausos pelos delegados.

Embora o resultado não tenha atingido a eliminação progressiva desejada por muitos países, representa um marco importante, já que nenhum texto anterior da COP mencionava o abandono do petróleo e do gás, combustíveis que sustentaram a economia global por décadas.

Implementação

A implementação efetiva dependerá não apenas das negociações diplomáticas, mas também do envolvimento de investidores, consumidores e governos nacionais. Após promessas anteriores, como a redução gradual do carvão em Glasgow há dois anos, o consumo continuou a aumentar, tornando improvável que o mundo limite o aquecimento à meta de 1,5ºC do Acordo de Paris.

Apesar disso, a decisão da COP28 representa um avanço significativo em direção a um sistema energético de baixo carbono global. O texto também inclui acordos para triplicar a implementação de energias renováveis e dobrar a taxa de ganhos de eficiência até o final da década. Um acordo separado, alcançado anteriormente na COP28, estabelece um fundo para lidar com perdas e danos causados pelas mudanças climáticas.

“A implementação é tão boa quanto o acordo. Somos o que fazemos, não o que dizemos”, destacou Al Jaber. A linguagem que promove a redução no uso de combustíveis fósseis enviará um sinal de que o mundo está reavaliando esses empreendimentos, alterando a forma como os investidores avaliam os riscos, conforme afirmou Jonathan Pershing, diretor do programa ambiental da William and Flora Hewlett Foundation e veterano negociador climático dos EUA.

Emirados Árabes x Arábia Saudita

A última hora do acordo é considerada uma vitória diplomática para os Emirados Árabes Unidos e Al Jaber, que desempenhou um papel controverso na presidência das discussões. Apesar de contratempos e alegações, Al Jaber argumentará que cumpriu seu papel, trazendo a indústria do petróleo e gás para o processo COP, com mais representantes de empresas de combustíveis fósseis do que em cúpulas anteriores.

Ele também negociou um pacto entre mais de 50 empresas para reduzir as emissões de suas operações, embora não tenha abordado os níveis de produção de petróleo e gás. Compromissos para reduzir a poluição causada pelo metano, uma substância 80 vezes mais perigosa que o dióxido de carbono, poderiam ter um impacto significativo nas emissões.

Apesar da resistência da Arábia Saudita, que liderou a oposição contra uma eliminação progressiva dos combustíveis fósseis no texto, a coligação de produtores de petróleo acabou isolada demais para resistir ao acordo.

Leia mais:
COP28: BNDES libera R$ 1 bi para restauração da Amazônia
Na COP-28, Lima diz que BR-319 é importante para combater a pobreza

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...

Entenda a diferença entre os sintomas de dengue e covid-19

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções...

“Alerta Mulher” tem mais de 2,3 mil mulheres cadastradas

Desde a criação, nenhuma mulher cadastrada foi vítima de feminicídio tentado ou consumado Desempenhando um...

Concurso da Caixa: inscrições já começam; veja como participar

A Caixa Econômica Federal iniciou as inscrições para seu novo concurso, disponibilizando mais de...

Mais como este

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...

Entenda a diferença entre os sintomas de dengue e covid-19

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções...

“Alerta Mulher” tem mais de 2,3 mil mulheres cadastradas

Desde a criação, nenhuma mulher cadastrada foi vítima de feminicídio tentado ou consumado Desempenhando um...