quinta-feira, julho 25, 2024
30.3 C
Manaus
InícioPoderAM irá investir R$ 45,1 milhões para expandir mercado de gás natural

AM irá investir R$ 45,1 milhões para expandir mercado de gás natural

Publicado em

Publicidade
Investimentos serão aplicados neste ano de 2023 e são mais um importante passo para o fomento de novas matrizes econômicas no estado

 

Um investimento de R$ 45,1 milhões será feito para expandir o mercado de gás natural (GN) no Amazonas, neste ano de 2023. O recurso do Governo do AM será aplicado na expansão da rede de gasodutos com o objetivo de ampliar o número de unidades consumidoras beneficiadas.

O aporte será feito por meio da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), responsável pelo serviço público de distribuição e comercialização de GN.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (15) pelo governador Wilson Lima, na Usina Termelétrica (UTE) Manauara, “a gente tem trabalhado, e tenho feito isso desde o início do meu mandato, para fazer com que o gás natural chegue a essas camadas que realmente precisam. Essa reserva natural de gás que a gente tem, precisa cumprir uma função social e esse é meu objetivo como governador”, destacou.

Sobre a obra

O montante de investimento está previsto no mais recente plano de negócios da Cigás, aprovado pelo Conselho de Administração (CAD) da Companhia em dezembro de 2022. Com a aplicação do recurso, a Cigás pretende expandir a rede de distribuição de gás natural (RDGN) para mais de 270 quilômetros de extensão em 2023. Atualmente, a infraestrutura de gasodutos é de 239 quilômetros.

O planejamento da Companhia prevê diversas frentes de atuação, denominadas bolsões de obras, visando a expansão da rede de gasodutos em ruas e avenidas de diferentes zonas de Manaus.

Parte dessas obras foi iniciada no ano passado e deve ser finalizada no primeiro semestre de 2023. São elas:

  • bolsões Max Teixeira;
  • Distrito Industrial (etapa 3); Eliza Miranda (etapa 1)
  • Dom Pedro (terceira etapa).

Em junho, serão iniciados novos contratos para execução de obras nos demais meses de 2023 até o primeiro semestre de 2024, compreendendo os bolsões:

  • Torquato Tapajós (etapas 2, 3 e 4);
  • Eliza Miranda (etapa 2); Autaz Mirim;
  • Chapada;
  • Distrito Industrial (etapa 4);
  • Dom Pedro (etapa 4);
  • Adrianópolis;
  • Vieiralves.

Beneficiados

O segmento termelétrico é o principal consumidor do GN fornecido pela concessionária, representando 95% da demanda de gás natural distribuído pela Cigás.

O combustível é usado em usinas termelétricas que geram eletricidade para o abastecimento da população de Manaus e dos municípios de Anamã, Anori, Caapiranga, Coari e Codajás. Só este segmento consumiu, em média, pouco mais de 4 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) em 2022.

Além disso, empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM), o Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz e cinco postos de combustíveis já usufruem dos benefícios gerados pelo uso do gás natural (GN) distribuído pela Cigás.

Outro aspecto de destaque é que, em 2023, a rede de abastecimento de gás natural veicular se expandirá para oito postos de combustíveis. Além disso, a Campanha “Faça a Conta. Use GNV!”, que já concedeu mais de R$ 680 mil em incentivos para conversão de veículos para utilização do Gás Natural Veicular (GNV), segue vigente até 16 de março. Mais informações podem ser obtidas no site www.usegnv.cigas-am.com.br.

Atualmente, a Companhia de Gás conta com mais de 12,6 mil unidades consumidoras dos segmentos termelétrico, industrial, veicular, comercial, residencial e autogeração/liquefação.

Segundo a Cigás, o objetivo é ultrapassar a marca de 16 mil unidades consumidoras até o fim deste ano e chegar a 28 mil até 2027, o que deverá ser um grande feito para uma concessionária de gás natural, que é uma das mais jovens do País, com 12 anos de operação comercial.

Vantagens do gás natural

A economia proporcionada para quem usa o gás natural é a principal vantagem. Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) apontam que, no período de 1º a 7 de janeiro deste ano, o uso do combustível em indústrias pode gerar economia de até 61%; de até 33% no segmento veicular; e 55% no segmento comercial.

O segmento do gás natural também tem papel importante na preservação do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável na Amazônia. A razão é que, devido às suas diferentes aplicabilidades, o gás natural pode ser utilizado pelas unidades consumidoras da Companhia em lugar de combustíveis mais poluentes, como diesel e óleo.

Outro ganho, tanto ambiental quanto em termos de mobilidade urbana com o uso de gás natural localmente, foi a retirada de circulação do trânsito de Manaus mais de 300 carretas de combustível líquido por dia. Os benefícios decorrentes foram a redução da emissão de CO2, diminuição de substâncias poluentes e a melhoria da qualidade do ar.

Últimas Notícias

Passagem aérea a R$ 200 é limitada a 2 bilhetes por ano

Ministério de Portos e Aeroportos lança a primeira fase do programa Voa Brasil Nesta semana,...

Idam capacita mais de 100 piscicultores em Novo Airão

Dia de Campo oferece novas tecnologias e metodologias para piscicultura Mais de 100 piscicultores participaram...

Indígenas de São Gabriel da Cachoeira participam de oficinas

Cerca de 100 artesãos e produtores indígenas participaram do evento De 1 a 4 de...

Cetam preenche mais de 6 mil vagas para cursos gratuitos

Inscrições online foram realizadas nos dias 22 e 23 de julho O Centro de Educação...

Mais como este

Passagem aérea a R$ 200 é limitada a 2 bilhetes por ano

Ministério de Portos e Aeroportos lança a primeira fase do programa Voa Brasil Nesta semana,...

Idam capacita mais de 100 piscicultores em Novo Airão

Dia de Campo oferece novas tecnologias e metodologias para piscicultura Mais de 100 piscicultores participaram...

Indígenas de São Gabriel da Cachoeira participam de oficinas

Cerca de 100 artesãos e produtores indígenas participaram do evento De 1 a 4 de...