terça-feira, julho 23, 2024
33.3 C
Manaus
InícioAmazôniaRelatório da WCS revela comércio ilegal de animais silvestres

Relatório da WCS revela comércio ilegal de animais silvestres

Publicado em

Publicidade

Relatório elaborado pela Wildlife Conservation Society (WCS) revela que, entre julho e dezembro de 2022, 1.617 animais vivos foram apreendidos na Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e Brasil. 

No Brasil, em agosto, mais de 21 toneladas de pirarucu (Arapaima gigas) foram apreendidas no estado do Amazonas pela Polícia Federal.

Apesar das claras evidências sobre a origem das doenças zoonóticas e os efeitos sobre a biodiversidade causados pela extração e comércio ilegal de animais silvestres, esse crime ambiental continua ocorrendo nos países da região andino-amazônica.

‌A WCS, no âmbito da iniciativa regional Aliança pela Fauna Silvestre e as Florestas, financiada pela União Europeia, realiza monitoramento e acompanhamento mensal das notícias sobre confiscos de fauna silvestre, viva ou suas partes, publicadas nos portais de notícias e redes sociais das autoridades ambientais e órgãos governamentais da Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e Brasil (estados do Acre e Amazonas).

A partir disso, são feitos relatórios semestrais sobre esse problema e as tendências emergentes, que subsidiam a tomada de decisões.

‌Os registros das apreensões realizadas entre julho e dezembro de 2022 permitem identificar que os espécimes apreendidos correspondem a 158 espécies pertencentes aos grupos das aves (37,3%); mamíferos (34,8%); répteis (19,6%); anfíbios (1,9%); peixes e outras espécies não identificadas (1,3%).

Do total de espécimes apreendidos, 1.617 eram indivíduos vivos, possivelmente destinados ao comércio de animais de estimação, coleções particulares ou consumo humano. Também foram apreendidos indivíduos mortos e partes ou derivados como peles, carnes e crânios, entre outros.

‌Entre as espécies que foram encontradas com maior frequência nas apreensões do período monitorado estão a jaguatirica (Leopardus pardalis) e o macaco-aranha-peruano (Ateles chamek), ambas espécies ameaçadas de extinção e cujo comércio internacional é autorizado apenas em condições excepcionais.

‌Também foram identificadas espécies listadas no Anexo II da CITES, que indica que não estão necessariamente ameaçadas de extinção, mas podem vir a ficar a menos que o comércio internacional seja estritamente controlado. Entre estas espécies estão a ema (Rhea spp.), a preguiça-comum (Bradypus variegatus) e a arara-canindé (Ara ararauna).

Crime de tráfico ilegal de vida silvestre

Apesar das ações de controle das autoridades, esses dados mostram a presença do tráfico ilegal de animais silvestres na região. Esse crime é uma ameaça à sobrevivência das espécies e representa um risco à saúde pública humana devido à transmissão de doenças.

Segundo o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), o comércio ilegal de animais silvestres também representa um risco à segurança das pessoas, pois envolve redes de crime organizado que podem estar relacionadas a outros crimes como tráfico de drogas, pessoas ou armas, lavagem de dinheiro e corrupção. Por esses motivos, o apelo à comunidade é para preservar os animais silvestres em seu habitat natural e aderir às ações de conservação.

Sobre a Aliança para a Vida Silvestre e as Florestas

A Aliança para a Vida Silvestre e as Florestas é uma ação regional promovida pela União Europeia e implementada pela WCS e WWF que visa combater o tráfico de animais silvestres e de madeira, através do compromisso da sociedade civil no reforço da aplicação da lei e da cooperação com e entre as autoridades da Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e tríplices fronteiras com o Brasil.

Últimas Notícias

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...

Manaus se destaca pela redução de perdas de água

Estudo do Instituto Trata Brasil revela queda de 26 pontos percentuais nos últimos anos Manaus...

Mais como este

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...