quarta-feira, julho 24, 2024
27.3 C
Manaus
InícioPoderCNJ instaura reclamação disciplinar contra juiz que não interveio em ofensa a...

CNJ instaura reclamação disciplinar contra juiz que não interveio em ofensa a advogada

Publicado em

Publicidade

O corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, determinou nesta terça-feira (27) a instauração de uma reclamação disciplinar contra o juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, do Tribunal de Justiça do Amazonas. A decisão vem após um incidente em uma sessão plenária do Tribunal do Júri, na qual uma advogada foi insultada pelo promotor Walber Luís do Nascimento, e o juiz não interveio diante da ofensa.

O episódio, que ocorreu no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, em Manaus, ganhou notoriedade após um vídeo circular nas redes sociais, onde o membro do Ministério Público Estadual comparou a advogada criminalista Catharina Estrella a uma “cadela”. O promotor argumentou que a ofensa não era dirigida à advogada, mas sim como uma forma de elogio à lealdade canina.

“Se tem uma característica que o cachorro tem, doutora Catharina, é lealdade. Eles são leais, são puros, são sinceros, são verdadeiros. E, no quesito lealdade e me referindo especificamente a vossa excelência, comparar vossa excelência com uma cadela é muito ofensivo. Mas não à vossa excelência, à cadela”, disse Nascimento na ocasião.

O corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, em sua decisão, destacou que é papel do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) analisar a postura do magistrado, uma vez que, por determinação legal, ele deveria ter tomado alguma atitude diante da ofensa à advogada. Salomão também lembrou que uma resolução do CNJ de março de 2023 determina a adoção da perspectiva de gênero nos julgamentos do Poder Judiciário, que antes era apenas uma recomendação.

“Portanto, é preciso, durante todo o processo judicial, questionar se as assimetrias de gênero estão, de qualquer forma, presentes no conflito apresentado, com especial atenção ao tratamento das partes envolvidas, como advogadas, promotoras, testemunhas e outros atores relevantes”, afirmou Salomão.

O ministro também enfatizou que o magistrado comprometido com o julgamento com perspectiva de gênero deve estar sempre atento às “desigualdades estruturais que afetam a participação dos sujeitos em um processo judicial”.

Além de determinar a instauração da reclamação disciplinar contra o juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, Salomão ordenou a intimação da advogada Catharina Estrella para apresentar esclarecimentos sobre o incidente. Também solicitou que a corregedoria do Tribunal de Justiça do Amazonas forneça a ata da sessão, juntamente com todos os arquivos de áudio e vídeo disponíveis. O juiz Carlos Henrique Jardim da Silva também será intimado a prestar esclarecimentos sobre o ocorrido.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) informou que afastou cautelarmente das suas funções o promotor Walber Luís do Nascimento, responsável pela comparação ofensiva durante a sessão no Tribunal do Júri.

Leia mais:
Promotor associa advogada à cadela e revolta categoria

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...

Manaus se destaca pela redução de perdas de água

Estudo do Instituto Trata Brasil revela queda de 26 pontos percentuais nos últimos anos Manaus...

Mais como este

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...