segunda-feira, maio 20, 2024
26.3 C
Manaus
InícioAmazôniaPesquisa revela importância do manejo florestal sustentável na Amazônia

Pesquisa revela importância do manejo florestal sustentável na Amazônia

Publicado em

Publicidade

Um recente estudo coordenado pelo biólogo Ricardo Augusto Serpa Cerboncini, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), demonstrou que o manejo florestal sustentável pode ser uma alternativa viável para conciliar a exploração madeireira com a conservação da fauna e flora em áreas da Amazônia Central.

O estudo, intitulado “Manejo florestal sustentável como alternativa para a conservação da Amazônia: impactos da extração de madeira nativa sobre a biodiversidade,” focou suas investigações nos municípios de Itacoatiara, Silves e Itapiranga, áreas com exploração madeireira significativa. Recebendo apoio do Governo do Amazonas através do Programa de Apoio à Fixação de Doutores no Amazonas (Fixam), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), o estudo examinou os efeitos dessa exploração em comparação com os impactos devastadores do desmatamento ilegal.

Comunidades Biológicas Sob Análise

Os resultados do estudo apontaram mudanças na composição das comunidades de aves nos primeiros anos após a exploração madeireira. Embora a exploração não tenha afetado o número de espécies ou a quantidade de aves, houve alterações na identidade das espécies presentes nas comunidades. Esse fenômeno pode ser explicado pelo aumento das clareiras na floresta resultantes da exploração madeireira, o que pode beneficiar espécies mais generalistas ou aquelas que se beneficiam da entrada de luz no interior das florestas.

No entanto, essas mudanças parecem ser temporárias, uma vez que a pesquisa revelou que a semelhança na composição de espécies entre as áreas exploradas e as áreas íntegras aumentou com o passar dos anos após a exploração. Isso sugere que as comunidades de aves podem estar se recuperando e voltando a uma situação semelhante à encontrada antes da perturbação da atividade madeireira, indicando um processo de sucessão ecológica seguindo a regeneração florestal.

Impactos na Biodiversidade

Além das aves, o estudo observou impactos ecológicos em grupos como besouros escarabeídeos, mas, curiosamente, grupos de mamíferos de médio e grande porte parecem não sofrer impactos significativos. A taxa de deposição de serapilheira, que é influenciada pela sazonalidade, não mostrou efeitos significativos da atividade madeireira.

O pesquisador Ricardo Cerboncini enfatiza que, apesar dos impactos observados, eles tendem a ser de baixa intensidade e temporários. Ele ressalta que o estudo focou em avaliar os efeitos do corte seletivo de impacto reduzido, destacando que as áreas manejadas não devem substituir o papel de áreas legalmente protegidas, como Unidades de Conservação da Natureza de Proteção Integral e Áreas de Preservação Permanente.

Manejo Florestal Sustentável

Apesar dos desafios, os resultados sugerem que as comunidades biológicas podem se regenerar em poucos anos, uma condição necessária para considerar a atividade madeireira sustentável. O estudo destaca que a exploração madeireira deve ser realizada de forma cuidadosa e considerando os impactos em organismos que participam de processos ecossistêmicos cruciais para a regeneração florestal.

Acervo do coordenador da pesquisa, pesquisador Ricardo Cerboncini

O biólogo observa que, embora o manejo florestal sustentável possua o conceito de desenvolvimento sustentável em seu nome, o conhecimento sobre os efeitos do corte seletivo de impacto reduzido em diversos aspectos da biodiversidade ainda é limitado. Portanto, estudos adicionais são necessários para uma compreensão mais completa.

Apoio da Fapeam

Ricardo Cerboncini destaca a importância das Fundações de Amparo à Pesquisa, com destaque para a atuação da Fapeam no estado do Amazonas. Ele enfatiza que, sem o apoio da Fapeam, não seria possível realizar uma análise tão criteriosa dos efeitos em estimativas de biodiversidade raramente abordadas em estudos técnicos convencionais. O pesquisador acredita que os resultados deste estudo podem fornecer informações valiosas para gestores e tomadores de decisão, ajudando no planejamento do desenvolvimento de atividades sustentáveis na região.

Programa Fixam: Fomentando a Pesquisa no Amazonas

O Programa de Apoio à Fixação de Doutores no Amazonas (Fixam) é uma iniciativa destinada a doutores, sem vínculo empregatício, que promove pesquisas em instituições de ensino superior, institutos de pesquisa e empresas públicas e privadas de pesquisa e desenvolvimento do interior do Estado do Amazonas. Através desse programa, a Fapeam demonstra seu compromisso com o avanço do conhecimento e a sustentabilidade na Amazônia.

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Emprego no Sine: veja 423 vagas para esta segunda-feira (20)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta 423 vagas de emprego...

Cetam oferece mais de 400 vagas em cursos para Parintins

O governador Wilson Lima esteve em Parintins, na última sexta-feira (17/05), para uma série...

Veja onde buscar atendimento em uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher

A partir da próxima segunda-feira, 20/5, uma das cinco unidades móveis de saúde da...

Thiaguinho e Belo serão as atrações da Festa dos Visitantes 2024 em Parintins

Thiaguinho e Belo foram anunciados como as atrações nacionais da Festa dos Visitantes 2024,...

Mais como este

Emprego no Sine: veja 423 vagas para esta segunda-feira (20)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta 423 vagas de emprego...

Cetam oferece mais de 400 vagas em cursos para Parintins

O governador Wilson Lima esteve em Parintins, na última sexta-feira (17/05), para uma série...

Veja onde buscar atendimento em uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher

A partir da próxima segunda-feira, 20/5, uma das cinco unidades móveis de saúde da...