sábado, março 2, 2024
28.3 C
Manaus
InícioGeralSaúdeFiocruz alerta para retorno do sorotipo 3 da dengue

Fiocruz alerta para retorno do sorotipo 3 da dengue

Publicado em

Publicidade

Recentemente, a cidade de Votuporanga, no interior paulista, registrou quatro casos confirmados de dengue tipo 3, acendendo sinais de alerta sobre a possível reemergência desse sorotipo do vírus. O primeiro caso, identificado em uma mulher de 34 anos, chamou a atenção devido à intensidade dos sintomas clássicos da doença, incluindo febre, vômito, dor, manchas vermelhas na pele, sangramento nasal e pela urina.

Medidas de bloqueio

A Secretaria Municipal de Saúde de Votuporanga tomou medidas imediatas de bloqueio, identificando a circulação do sorotipo. Sete casos adicionais foram considerados suspeitos, e as amostras coletadas revelaram que três eram do tipo 3 da dengue, todos em mulheres com idades de 5, 31 e 46 anos. Esses casos estão concentrados em um bairro da zona sul da cidade. Todos os pacientes estão em casa e se recuperando bem.

Até o momento, a Secretaria de Estado da Saúde afirmou não haver registros deste sorotipo em outros municípios do estado de São Paulo, tampouco óbitos relacionados a esses casos. O governo estadual destacou que monitora a situação epidemiológica conforme seu plano de contingência anual, independente da linhagem do vírus.

Alerta da Fiocruz sobre o tipo 3 da dengue

A Fiocruz, que já havia alertado sobre o ressurgimento do sorotipo 3 da dengue em maio deste ano, explica que a infecção por um sorotipo confere imunidade apenas contra o mesmo tipo, aumentando o risco de epidemia quando há baixa imunidade contra um sorotipo específico. O infectologista Kleber Luz, coordenador do Comitê de Arboviroses da Sociedade Brasileira de Infectologia, destaca a importância da vigilância sobre as formas graves da doença, dado que os sintomas da dengue tipo 3 são similares aos dos tipos 1 e 2.

Entre os sinais de alerta para a dengue estão febre, manchas vermelhas na pele, dor abdominal, vômito persistente e sangramento na gengiva, no nariz ou na urina. Os especialistas enfatizam a necessidade de buscar atendimento médico ao detectar qualquer sintoma e reforçam medidas preventivas conhecidas pela população, como a eliminação de água parada nos quintais para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti e a colaboração com agentes de saúde na inspeção de possíveis focos do vetor.

Leia mais:
Fungos da Amazônia podem combater mosquito da dengue
6,6 milhões devem ser vacinados contra gripe no Norte
Onde encontrar pontos de vacinação contra Covid

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

 

Últimas Notícias

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

Seguindo as diretrizes nacionais, a Prefeitura de Manaus promove, neste sábado (2), o “Dia D”...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...

Entenda a diferença entre os sintomas de dengue e covid-19

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções...

Mais como este

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

Seguindo as diretrizes nacionais, a Prefeitura de Manaus promove, neste sábado (2), o “Dia D”...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...