quarta-feira, abril 17, 2024
29.3 C
Manaus
InícioColunistasLuísa Oliveira“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

Publicado em

Publicidade

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu na manhã deste sábado (02), o Dia D de Mobilização no Combate à Dengue, integrando um movimento nacional de iniciativa do Ministério da Saúde. As ações foram realizadas em feiras em cada zona urbana de Manaus (Norte, Sul, Leste e Oeste), com atividades educativas em mais um esforço para mobilizar a sociedade no controle da doença.

Em 2024, o município de Manaus já registrou 1.113 casos confirmados de dengue, superando o total de casos confirmados de 2023, ano em que houve o registro de 811 casos da doença. Também houve o registro de 5.664 casos notificados (suspeitos) neste ano, dos quais 2.523 seguem em investigação.

A mobilização foi executada pelos Distritos de Saúde (Disas) em quatro locais em Manaus: Mercado Municipal Adolpho Lisboa (zona Sul), na Feira Modelo da Compensa (zona Oeste), Feira do São José (zona Leste) e Feira Municipal do Produtor (zona Norte).

Durante a ação no Mercado Municipal Adolpho Lisboa, o subsecretário de Gestão da Saúde, Djalma Coelho, destacou a importância da corresponsabilidade entre o poder público e a população no combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão da dengue, considerando que a maioria dos criadouros do mosquito é encontrada dentro das residências e quintais dos domicílios.

Segundo o subsecretário, uma das estratégias é a mobilização da sociedade para a utilização do checklist 10 Minutos contra a Dengue, que consiste em orientar a população de que são necessários apenas 10 minutos para realização da vistoria semanal nos domicílios, identificando e eliminando possíveis criadouros, mantendo caixas d’água bem cobertas, os quintais limpos e sem materiais que possam acumular água, como garrafas, copos, tampas e pneus, e colocando areia nos pratos de vasos de plantas e limpando as calhas e ralos.

Como o ciclo evolutivo do Aedes aegypti, do ovo ao mosquito adulto, leva de sete a dez dias, a vistoria semanal é suficiente para evitar a proliferação do mosquito.

“A realização do dia D nas feiras é uma forma de atingir um grande número de pessoas, já que a população tem o hábito de frequentar feiras e mercados aos sábados. Estamos fazendo uma convocação para que todos trabalhem com o checklist e ajudem o poder público a combater a doença. Temos que agir agora para não chegar a uma situação mais grave”, alertou Djalma Coelho.

Além da mobilização de sábado para o Dia D, a Semsa tem trabalhado no planejamento da intensificação das ações de prevenção e controle desde outubro de 2023, quando o Ministério da Saúde emitiu alerta para todo o Brasil sobre o cenário de aumento do número de casos de dengue e outras arboviroses.

“Desde fevereiro, a Semsa também disponibiliza a vacina contra dengue para o público de 10 e 11 anos de idade, disponível em 171 salas de vacina. E por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), que está implantado em 293 escolas em Manaus, a Semsa quer reforçar a vacinação desse público. Com autorização dos pais, a equipe de saúde, que já tem vínculo com a escola por meio do PSE, vai programar a ação para vacinar dentro da instituição de ensino, atingindo um maior público e facilitando o acesso ao serviço”, explicou Djalma Coelho.

A Semsa já aplicou 6.388 doses da vacina contra a dengue. Em Manaus, a meta da vacinação contra a dengue é alcançar 90% das 65.037 crianças de 10 e 11 anos de idade.

“A vacina engloba os quatro vírus da dengue e é importante que os pais fiquem atentos para assinar a declaração autorizando a vacinação nas escolas. Até o momento é direcionada para o público de 10 e 11 anos, mas, conforme a chegada de mais doses para o município, a ideia é ampliar para até 14 anos”, informou a gerente de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes.

Participando da ação no Mercado Municipal Adolpho Lisboa, o diretor de Feiras e Mercados da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (SEMACC), Roberto Bezerra Lima, destacou a importância da intersetorialidade no combate à dengue, envolvendo diferentes instituições.

“Somos uma Prefeitura única e a SEMACC também está envolvida no processo de controle da dengue. São 48 feiras e mercados, inclusive as itinerantes, com quase seis mil permissionários e onde circulam dez mil pessoas por dia. Além dos quatro locais da ação no Dia D, a SEMACC começou atividades em todas as feiras, nas redes sociais, nos grupos de WhatsApp, reunindo com os feirantes para mostrar a importância de trabalhar com o checklist 10 Minutos contra a Dengue”, afirmou Roberto Bezerra.

O chefe do Departamento de Vigilância Ambiental da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), Elder Figueira, lembrou que o período de alta transmissão da dengue no Amazonas ainda segue por mais três meses, que é período de chuvas no estado, e por isso a população deve manter o alerta.

“Tudo o que o mosquito precisa é um dia como hoje, ambiente quente, chuvoso, para que possa procriar caso tenha depósitos que podem ser criadouros. Já são mais de dois mil casos confirmados de dengue no Amazonas, que é um aumento expressivo comparado com o mesmo período do ano passado. Então, esse é um momento de sensibilizar a população para que faça a vistoria dos 10 minutos contra a dengue e ajude a eliminar os criadouros e a possibilidade das doenças”, declarou Elder Figueira.

O chefe da Divisão de Controle de Doenças Transmitidas por Vetores da Semsa, Alciles Comape, explica que, por meio dos Distritos de Saúde (Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural), estão sendo intensificadas em Manaus ações de monitoramento da ocorrência dos casos confirmados e suspeitos; monitoramento das áreas identificadas como de maior vulnerabilidade e também os locais considerados como pontos estratégicos, que são aqueles com maior número de depósitos que podem servir como criadouros, como é o caso de borracharias e de ferros-velhos.

De acordo com Alciles Comape, a partir da notificação de casos suspeitos de dengue, feitas pelas Unidades de Saúde, as equipes de trabalho são direcionadas para os bairros de maior incidência de casos e realizam visitas domiciliares para orientar os moradores e para fazer o bloqueio mecânico com destruição dos criadouros, incluindo a aplicação de inseticida(fumacê), quando há indicação, para eliminar os mosquitos adultos.

“Hoje, os bairros de maior preocupação estão na zona Leste de Manaus, principalmente Jorge Teixeira, Coroado, Tancredo Neves e São José, que neste momento têm mais casos notificados. O trabalho dos agentes de saúde vai continuar até que se tenha certeza da diminuição dos casos, mas é essencial que a população fique alerta e colabore na eliminação dos criadouros”, reforçou Alciles Comape.

Leia mais
Entenda a diferença entre os sintomas de dengue e covid-19
Crianças indígenas recebem vacina contra dengue em Manaus
Tire as principais dúvidas sobre a vacinação contra dengue

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Mais de 200 habilitações do projeto CNH Social são entregues

Até final do segundo ciclo, 80 mil pessoas serão beneficiadas com o projeto que...

Hemoam reforma e amplia farmácia hospitalar

Houve também a reestruturação da Central de Abastecimento e implantação de assistência ao hemofílico A...

Justiça suspende votação de empréstimo pela CMM

A Justiça do Amazonas proibiu a Câmara Municipal de Manaus (CMM) de votar o...

Irã X Israel: entenda o contexto do conflito

No último sábado (13), implodiu no Oriente Médio mais um conflito entre os países...

Mais como este

Mais de 200 habilitações do projeto CNH Social são entregues

Até final do segundo ciclo, 80 mil pessoas serão beneficiadas com o projeto que...

Hemoam reforma e amplia farmácia hospitalar

Houve também a reestruturação da Central de Abastecimento e implantação de assistência ao hemofílico A...

Justiça suspende votação de empréstimo pela CMM

A Justiça do Amazonas proibiu a Câmara Municipal de Manaus (CMM) de votar o...