domingo, março 3, 2024
25.3 C
Manaus
InícioPoderAlexandre de Moraes autoriza apreensão de documentos e armas de Carla Zambelli

Alexandre de Moraes autoriza apreensão de documentos e armas de Carla Zambelli

Publicado em

Publicidade

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu autorização para a Polícia Federal (PF) realizar diligências contra a deputada Carla Zambelli (PL-SP), incluindo a apreensão de celulares, tablets e computadores, bem como armas, munições e quantias acima de R$ 10 mil que possam ser encontradas em endereços e veículos vinculados à parlamentar.

A decisão do ministro também determinou a verificação de possíveis cômodos secretos ou salas reservadas nos endereços diligenciados, bem como a coleta de registros de frequência nesses locais.

Além disso, o sigilo bancário de Zambelli foi afastado, juntamente com o do hacker Walter Delgatti Neto e de outras três pessoas ligadas à deputada, para esclarecer uma transferência de R$ 13,5 mil, via Pix, para a conta de Delgatti. Segundo as investigações, essa quantia seria um pagamento pela invasão bem-sucedida de sistemas do Poder Judiciário.

Delgatti foi preso pela PF em Araraquara, no estado de São Paulo, sob a suspeita de invadir o Banco Nacional de Mandados de Prisão do Conselho Nacional de Justiça (BNMP/CNJ) em janeiro. Na ocasião, o CNJ iniciou investigações para apurar o caso.

Um falso documento também foi mencionado na matéria, no qual constava que o próprio ministro Moraes teria ordenado sua prisão por “litigância de má-fé”. Esse documento falso inseriu mandados de soltura de dez presos em diferentes estados. Delgatti admitiu ser o autor da invasão em depoimento anterior à PF e alegou tê-la feito a pedido de Zambelli.

A defesa de Carla Zambelli confirmou a realização dos mandados de busca e apreensão em seus endereços, afirmando que a deputada sempre se colocou à disposição para cooperar com as autoridades. A defesa também refutou qualquer suspeita de envolvimento em atos ilícitos e aguardará o desfecho das investigações para provar sua inocência.

Por fim, o ministro Moraes determinou que a Polícia Federal apresente o relatório com o resultado das buscas em até 30 dias, e a Procuradoria-Geral da República (PGR) concordou com todas as medidas adotadas, considerando-as necessárias para esclarecer o caso. A defesa de Delgatti ainda não teve acesso ao inteiro teor da decisão pela prisão preventiva do investigado.

Leia mais:
Omar Aziz dá aval a projeto que auxilia municípios em calamidade pública
PGR defende aplicação de incentivos fiscais da ZFM sem necessidade de convênio

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu na manhã...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...

Entenda a diferença entre os sintomas de dengue e covid-19

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções...

Mais como este

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu na manhã...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...