sexta-feira, junho 21, 2024
31.3 C
Manaus
InícioGeralSociedadePrazo para Governo criar normas do mercado de ouro encerra esse mês

Prazo para Governo criar normas do mercado de ouro encerra esse mês

Publicado em

Publicidade

Termina neste mês de julho o prazo concedido pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para que o Governo Federal adote novas normas para a regulamentação do mercado de ouro no Brasil.

Entenda

Em abril, os ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram, de forma unânime, suspender a presunção de boa-fé no comércio do ouro, isto é, o comércio baseado apenas nas informações fornecidas pelos vendedores do material. Dentre as justificativas estavam as atividades de garimpo ilegal e seu escoamento.

Na época, o ministro Gilmar Mendes afirmou que a falta de controle sobre o produto incentivou o mercado ilegal, “levando ao crescimento da degradação ambiental e ao aumento da violência”.

Mendes determinou que o Executivo adote um novo marco regulatório para combater o tráfico e o comércio ilegal do produto.

Soluções

Com o prazo finalizando, o presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) encaminhou ao Congresso um novo Projeto de Lei (PL Nº3025/23) com o objetivo de modificar o comércio de ouro no mercado interno do Brasil.

Dentre as medidas, o PL torna obrigatória a emissão de nota fiscal eletrônica nas operações de compra e venda. Como ações, em caso de descumprimento, estão a apreensão do ouro e a perda em favor da União, além da responsabilização de elos da cadeia de compra e venda de ouro, impondo exigências para a circulação do que é extraído do garimpo.

A proposta propõe ainda a criação do “Guia de Transporte e Custódia de Ouro”, documento que irá acompanhar todas as movimentações do ouro. Além de dados do vendedor e comprador, tais como identificação, local de origem, transportador, etc.

A proposta segue para as comissões da Câmara.

Instituto Escolhas

Esta proposta atende às solicitações do PL Nº2159/22, apresentada pela presidente da Funai, Joenia Wapichana, em iniciativa com a ONG Instituto Escolhas.

De acordo com a gerente de portfólio do Escolhas, o texto enviado pelo presidente está alinhado ao que foi discutido e proposto. “O Escolhas colaborou ativamente para a elaboração do PL da Joenia e temos informações de que o texto enviado pelo presidente está bastante alinhado ao que já havia sido proposto. É com imenso alívio que vemos o governo tratar o tema da exploração de ouro ilegal com o cuidado que merece”, afirmou.

Dentre a justificativa da ONG para a proposta estão os altos índices de lavagem de ouro retirado ilegalmente das terras indígenas e áreas de conservação ambiental.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o garimpo ilegal em terras indígenas na região Norte aumentou mais de oito vezes entre 2016 e 2022. A Associação Nacional de Mineração (ANM) mostra que, em 2022, a produção mineral brasileira alcançou um valor de R$ 250 bilhões.

O Instituto espera que a aprovação reduza as marcas de extração ilegal, conforme dados fornecidos pela ONG: cerca de 54% da produção nacional, de 2021, tinham indícios de ilegalidade.

*Com informações do Instituto Escolhas

Leia mais:
DiCaprio atribui redução do desmatamento na Amazônia ao Governo Lula

Desmatamento segue alto na Amazônia em 2023; AM foi 2º estado que mais desmatou em 2022
Operação do Governo Federal desmantela dez garimpos ileais em Maués, no AM

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

 

Últimas Notícias

Codam aprova investimento de R$ 698 milhões para o polo industrial

Estimativa de criação de 991 empregos nos próximos três anos e realocação de 403...

Festival de Parintins: Caprichoso Completa 95% dos preparativos

Preparativos avançam na reta final com últimos ajustes Com pouco mais de uma semana para...

Operação da Polícia Civil apreende mais de 1500 produtos falsificados em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra...

Faltar ao atendimento de emissão da CIN resultará em bloqueio de novos agendamentos

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) anunciou uma nova medida para diminuir...

Mais como este

Codam aprova investimento de R$ 698 milhões para o polo industrial

Estimativa de criação de 991 empregos nos próximos três anos e realocação de 403...

Festival de Parintins: Caprichoso Completa 95% dos preparativos

Preparativos avançam na reta final com últimos ajustes Com pouco mais de uma semana para...

Operação da Polícia Civil apreende mais de 1500 produtos falsificados em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra...