terça-feira, julho 23, 2024
33.3 C
Manaus
InícioGeralSociedadeAtivista indígena do AM participa de encontro de influenciadores com Lula, em...

Ativista indígena do AM participa de encontro de influenciadores com Lula, em Brasília

Publicado em

Publicidade

A ativista ambiental indígena Samela Sateré-Mawé participou, nesta quarta-feira (08), de um encontro de influenciadores digitais e artistas brasileiros com o presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva, e a primeira-dama, Janja Silva.

Única amazonense a participar da reunião de “Influenciadores pela Democracia”, Samela falou ao Gazeta da Amazônia sobre a importância do convite e a expectativa de assegurar novas linguagens de comunicação que coloquem, ainda mais, indígenas em locais de poder e transformação.

Uma das principais vozes do povo Sateré-Mawé vem ganhado o mundo com estratégias de comunicação para disseminar pautas indígenas e, principalmente, ambientais. No Instagram, Samela já acumula 91 mil seguidores.

Dentro da Associação de Mulheres Indígenas Sateré-Mawé (AMISM), aprende com suas ancestrais a arte do artesanato para viver, e a luta política para resistir.

A visibilidade da jovem amazonense na luta pela preservação da Amazônia e de seus povos fez com que ela recebesse o convite direto da Secretaria de Comunicação do Governo Federal (SecomVc) para integrar o grupo de influenciadores e artistas, formado por quem diariamente segue na luta pelo exercício da democracia.

“Eu não acreditei [quando recebi o convite], porque geralmente a gente não é tão inserido nesses espaços, principalmente enquanto nortistas, porque são espaços onde a influência chega mais para o Sudeste e também esses convites são muito inviáveis. A gente recebeu o convite na semana passada e o evento seria hoje, quarta-feira, e você sabe que sair do Amazonas em cima da hora é muito caro, então eu falei que não ia, mas pensei: ‘Nossa, é muito importante estar nesse espaço, enquanto mulher jovem indígena, amazônida e ativista, e é um espaço muito bom para que a nossa pauta seja ouvida’. Então eu busquei apoio financeiro, e eu consegui a passagem, e é muito emocionante estar nesses espaços”, afirmou.

Durante a reunião, a jovem levantou pautas como a disseminação de fake news sobre temas indígenas, a dificuldade na comunicação e conectividade da internet nos municípios do interior e nas comunidades indígenas distantes, e sugeriu estratégias que atraíam a atenção do governo para a efetiva prática de políticas públicas que alcancem a população do Norte do Brasil.

Encontro aconteceu no Palácio do Planalto em Brasília.

“[Na reunião], tinham vários influenciadores, vários artistas que sempre se colocaram a favor da democracia e ficamos com a proposta de criarmos um grupo para que a gente continue fazendo essa comunicação acontecer nas redes sociais e no dia a dia também, para desmascarar fake news, incentivar a vacinação de crianças, falar sobre as estratégias de demarcação de Terras Indígenas, sobre o Bolsa Família, coisas que precisam chegar nas comunidades das periferias”, destacou.

Outros indígenas, como Tukumã Pataxó, influenciador com mais de 200 mil seguidores nas redes sociais, e a estilista de moda Day Molina, também foram convocados para a reunião. Segundo Samela Sateré-Mawé, a ocupação desses espaços garante, além do cumprimento da execução de políticas públicas, um lugar de influência no seu mais puro significado.

“É muito importante para a gente, enquanto influenciador indígena, estar nesses espaços, porque tudo o que as pessoas pensam da gente é exatamente o contrário, que os povos indígenas não podem ter um celular, não podem usar internet, e isso as pessoas não entendem. Para a gente, ser referência para a juventude indígena, nesse contexto, é muito especial porque a gente acaba influenciando também outros jovens indígenas para que eles sejam protagonistas das suas histórias e acabem descontraindo, descomplicando, descolonizando, e ocupando esses espaços mesmo”, destacou.

A reunião com o presidente Lula foi o primeiro de uma sequência de encontros estratégicos que deverão reverberar em conhecimento, informação e, no caso de Samela, a certeza de que o futuro é, sim, ancestral.

Últimas Notícias

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...

Manaus se destaca pela redução de perdas de água

Estudo do Instituto Trata Brasil revela queda de 26 pontos percentuais nos últimos anos Manaus...

Mais como este

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...