quarta-feira, julho 24, 2024
26.3 C
Manaus
InícioGeralOperação Hela: Polícia Civil revela desfecho do feminicídio de jovem grávida

Operação Hela: Polícia Civil revela desfecho do feminicídio de jovem grávida

Publicado em

Publicidade

Através da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) revelou nesta quinta-feira (10/08) os resultados finais da terceira fase da Operação Hela. O foco da operação era o feminicídio de Débora da Silva Alves, uma jovem de 18 anos, grávida de oito meses. Ela havia desaparecido em 29 de julho e seu corpo foi encontrado em 3 de agosto em uma área de mata no bairro Mauazinho, zona leste de Manaus.

O principal suspeito do crime, Gil Romero Machado Batista, 41 anos, foi detido na terça-feira à noite, 8 de agosto, em Curuá, estado do Pará. Sua prisão ocorreu durante uma operação conjunta das polícias civis do Amazonas e do Pará. Ele foi transferido para Manaus na quarta-feira, 9 de agosto.

O que diz a Polícia Civil

Em uma coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Geral (DG), Bruno Fraga, delegado-geral da PC-AM, expressou sua gratidão pelo esforço de todos os envolvidos e destacou a dedicação incansável das equipes da Delegacia de Homicídios, que responderam rapidamente às preocupações da população.

“Hoje trazemos à tona o desfecho deste crime hediondo que chocou a sociedade. Palavras não podem quantificar a crueldade desse ato. Durante o depoimento, o principal suspeito confessou o crime, revelou a morte do bebê e detalhou toda a sequência criminosa”, disse o delegado-geral.

A deputada estadual Alessandra Campêlo e a Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) elogiaram o trabalho incansável das equipes investigativas e a competência da Polícia Civil em resolver rapidamente o caso.

“Gostaria de enfatizar a importância de denunciar qualquer forma de violência, seja física, psicológica ou outra, para garantir ações adequadas e evitar que cheguemos a esse ponto”, ressaltou a deputada.

O delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, enfatizou o trabalho das equipes investigativas desde o início, com o objetivo de esclarecer o caso. Ele apresentou o desfecho desta tragédia.

“Nos deslocamos até o estado do Pará, onde ele [Gil Romero] foi encontrado e detido. Era importante dar essa resposta a todos, devido à brutalidade deste crime. Já em Manaus, durante o interrogatório, ele confessou o crime, mas afirmou que sua esposa não teve qualquer envolvimento. De fato, as investigações até agora apontam para a ausência de participação dela”, relatou Ricardo Cunha.

O crime

Durante a coletiva, a delegada adjunta da DEHS, Deborah Barreiros, detalhou a dinâmica do crime, conforme revelada por Gil Romero após o confronto, juntamente com José Nilson Azevedo da Silva, também conhecido como “Nego”, preso em 3 de agosto por seu envolvimento no crime.

“Agora entendemos o que realmente aconteceu. Gil Romero atraiu Débora para a usina onde trabalhava como vigilante para discutir sobre a paternidade do bebê. Dentro de um Honda Civic, eles iniciaram uma discussão porque ela estava exigindo suprimentos para sua gravidez e para o bebê. Isso levou a uma agressão física por parte dele, deixando-a inconsciente”, explicou a delegada.

De acordo com a autoridade policial, nesse momento, ele chamou “Nego”, e ambos usaram uma corda para estrangular a jovem. Em seguida, levaram-na para um galpão, atearam fogo em seu corpo, colocaram-no em um tonel e o abandonaram na área de mata.

“No entanto, quando Gil Romero estava no trabalho, temeu que, se os restos da criança fossem encontrados, ele fosse identificado como o principal suspeito. Por isso, pegou uma faca de pão, abriu o abdômen da jovem e retirou o bebê já falecido, colocando-o em um saco de estopa junto com vários materiais de construção”, contou Deborah.

Durante seu depoimento, Gil Romero relatou que colocou o saco no porta-malas de seu carro, dirigiu até o Porto da Ceasa, na zona sul, onde pegou um catraieiro e disse que precisava atravessar para o município de Careiro (a 88 quilômetros de Manaus). No meio do trajeto, jogou o saco no rio, que afundou devido ao peso. Depois, pegou outro catraieiro e voltou para Manaus.

Após tomar conhecimento do desaparecimento de Débora e antecipando as buscas da polícia, ele confessou à família que havia feito “uma grande besteira” e precisava fugir.

A delegada Deborah acrescentou que a participação de uma terceira pessoa não está descartada e continua sob investigação. O término do laudo pericial será aguardado para encerrar o Inquérito Policial (IP). Gil Romero e José Nilson responderão por feminicídio qualificado, aborto e ocultação de cadáver. Ambos permanecerão sob custódia judicial.

Leia mais:
Suspeito de assassinar jovem grávida em Manaus foi detido no Pará
AM registrou mais de mil casos de violência sexual contra crianças e adolescentes em 2022
Relatório aponta aumento da violência contra mulheres no Amazonas


Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...

Manaus se destaca pela redução de perdas de água

Estudo do Instituto Trata Brasil revela queda de 26 pontos percentuais nos últimos anos Manaus...

Mais como este

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...