quinta-feira, julho 25, 2024
30.3 C
Manaus
InícioGeralSociedadeEm Manaus, professora da rede municipal garante direito a 2ª aposentadoria

Em Manaus, professora da rede municipal garante direito a 2ª aposentadoria

Publicado em

Publicidade

As Câmaras Reunidas do Tribunal de Justiça do Amazonas asseguraram o direito à segunda aposentadoria para uma professora da rede municipal de ensino de Manaus, em decorrência do desmembramento de sua matrícula. A decisão colegiada, unânime, ocorreu durante a sessão realizada na quarta-feira (10/08), no âmbito do processo n.º 4006545-64.2022.8.04.0000, com relatoria do desembargador João Simões. O veredito foi alinhado com o parecer do Ministério Público.

De acordo com a petição inicial, a professora foi admitida no serviço público como docente da rede de ensino municipal, com carga horária de 40 horas. Em 1986, seu cargo foi dividido em duas matrículas, cada uma com carga horária de 20 horas. Alegou que a primeira aposentadoria foi obtida sem problemas, porém, a autoridade responsável recusou-se a conceder a segunda aposentadoria, apesar de ter cumprido todos os requisitos legais.

Recurso do município

O Município de Manaus contestou, alegando que o pedido era inviável devido à impossibilidade de contabilizar um período que já havia sido utilizado para a concessão de outra aposentadoria (no caso, para a primeira matrícula).

A Manaus Previdência também suscitou a inconstitucionalidade do enquadramento segundo a Lei Municipal n.º 188/93, argumentando que a servidora ingressou no serviço público municipal na segunda matrícula sem prévia habilitação em concurso público, o que contrariaria o disposto no artigo 37, inciso II, da Constituição Federal.

No parecer da procuradora de Justiça Karla Fregapani Leite, foi enfatizado que “a impetrante recebia remuneração com base na jornada de 40 horas semanais, sendo descontada sua contribuição previdenciária conforme seu salário. Quando o poder público dividiu as 40 horas em dois cargos de 20 horas cada, mesmo alegando a inconstitucionalidade dessa divisão, a impetrante foi autorizada a se aposentar com os vencimentos de ambos os cargos. Durante todo o período contributivo, contribuiu com base no salário correspondente às 40 horas”.

No processo n.º 0000264-39.2017.8.04.0000, o Tribunal Pleno decidiu acolher a arguição e declarar a inconstitucionalidade do 8.º parágrafo 1.º da Lei n.º 188/1993, mantendo os direitos dos agentes que, até a data da publicação do julgamento em 10/10/2017, já haviam preenchido os requisitos para obter benefícios previdenciários.

O relator observou em seu voto que a impetrante apresentou documentação comprovando o tempo de contribuição e o serviço efetivamente prestado, requisitos legais para a obtenção do benefício solicitado. Acrescentou ainda que “as Câmaras Reunidas deste Tribunal possuem entendimento consolidado sobre a possibilidade de concessão de segunda aposentadoria a professores cuja matrícula tenha sido desmembrada de acordo com a Lei Municipal n.º 188/93, desde que demonstrem o efetivo tempo de serviço e contribuição”.

No parecer, a procuradora também ressaltou que “a presente decisão não busca ignorar a previsão do art. 40, § 10 da CF, mas sim ajustar os princípios e diretrizes constitucionais ao caso singular apresentado em juízo. Isso evita que uma lei previamente considerada inconstitucional por ambas as partes seja usada como base para impedir que a impetrante usufrua de suas aposentadorias, levando em consideração sua carga horária de 40 horas, na qual atuava desde 1983”.

Leia mais:
Reserva Mura impacta planos de extração de potássio em Autazes
Amazonas endurece leis contra racismo e homofobia em estádios
47% dos municípios do Amazonas terão candidatas mulheres para a Prefeitura

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Passagem aérea a R$ 200 é limitada a 2 bilhetes por ano

Ministério de Portos e Aeroportos lança a primeira fase do programa Voa Brasil Nesta semana,...

Idam capacita mais de 100 piscicultores em Novo Airão

Dia de Campo oferece novas tecnologias e metodologias para piscicultura Mais de 100 piscicultores participaram...

Indígenas de São Gabriel da Cachoeira participam de oficinas

Cerca de 100 artesãos e produtores indígenas participaram do evento De 1 a 4 de...

Cetam preenche mais de 6 mil vagas para cursos gratuitos

Inscrições online foram realizadas nos dias 22 e 23 de julho O Centro de Educação...

Mais como este

Passagem aérea a R$ 200 é limitada a 2 bilhetes por ano

Ministério de Portos e Aeroportos lança a primeira fase do programa Voa Brasil Nesta semana,...

Idam capacita mais de 100 piscicultores em Novo Airão

Dia de Campo oferece novas tecnologias e metodologias para piscicultura Mais de 100 piscicultores participaram...

Indígenas de São Gabriel da Cachoeira participam de oficinas

Cerca de 100 artesãos e produtores indígenas participaram do evento De 1 a 4 de...