sexta-feira, junho 21, 2024
31.3 C
Manaus
InícioGeralCulturaConstituição Federal será traduzida oficialmente para língua indígena

Constituição Federal será traduzida oficialmente para língua indígena

Publicado em

Publicidade

Nesta quarta-feira (19), será lançada a primeira tradução oficial da Constituição Federal em língua indígena. O evento ocorrerá em São Gabriel da Cachoeira (AM) e contará com a presença da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, e da ministra Cármen Lúcia.

A tradução para a língua Nheengatu, também conhecida como tupi moderno, foi realizada por indígenas bilíngues da região do Alto Rio Negro e Médio Tapajós, em parceria com o Tribunal de Justiça do Amazonas e a Escola Superior de Magistratura do estado.

A iniciativa busca promover a igualdade substantiva, permitindo que os povos indígenas tenham acesso à informação e à justiça, conheçam seus direitos, deveres e fundamentos éticos e políticos. A tradução da Constituição é uma forma de reconhecer a pluralidade e diversidade da sociedade brasileira, formada por grupos sociais de diferentes origens étnicas.

Além do lançamento da tradução, a presidente do STF participará da sanção da lei estadual que cooficializa as línguas indígenas e institui a política estadual de proteção dessas línguas no Amazonas.

Rosa Weber tem priorizado temas relacionados aos indígenas desde que assumiu a presidência do Supremo. Um exemplo é o marco temporal das terras indígenas, que trata da demarcação dos territórios ocupados pelos povos até a promulgação da Constituição Federal, em 1988.

Esse tema é objeto de debates e divergências, sendo criticado por advogados especializados em direitos indígenas, pois poderia validar invasões e violências ocorridas antes da data. Ruralistas defendem a aplicação do marco temporal para solucionar disputas por terra e garantir segurança jurídica e econômica para investimentos no campo.

O julgamento sobre o marco temporal está em curso no STF e pode ser retomado antes da aposentadoria da ministra Rosa Weber, que completará 75 anos em outubro.

Leia mais:
Línguas indígenas podem se tornar patrimônio cultural no AM
Presidente Lula assina demarcação de seis terras indígenas
Ex-chefe da Funai é indiciado no caso Bruno e Dom

Com informações da Folha*

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Codam aprova investimento de R$ 698 milhões para o polo industrial

Estimativa de criação de 991 empregos nos próximos três anos e realocação de 403...

Festival de Parintins: Caprichoso Completa 95% dos preparativos

Preparativos avançam na reta final com últimos ajustes Com pouco mais de uma semana para...

Operação da Polícia Civil apreende mais de 1500 produtos falsificados em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra...

Faltar ao atendimento de emissão da CIN resultará em bloqueio de novos agendamentos

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) anunciou uma nova medida para diminuir...

Mais como este

Codam aprova investimento de R$ 698 milhões para o polo industrial

Estimativa de criação de 991 empregos nos próximos três anos e realocação de 403...

Festival de Parintins: Caprichoso Completa 95% dos preparativos

Preparativos avançam na reta final com últimos ajustes Com pouco mais de uma semana para...

Operação da Polícia Civil apreende mais de 1500 produtos falsificados em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra...