quinta-feira, julho 25, 2024
30.3 C
Manaus
InícioAmazôniaRibeirinhos no Am: conheça os protetores da floresta amazônica

Ribeirinhos no Am: conheça os protetores da floresta amazônica

Publicado em

Publicidade

Os ribeirinhos são moradores das regiões de várzea, que vivem na beira dos rios. Estão presentes na maioria dos estados brasileiros, perpetuando seu modo de vida de geração em geração, convivendo em paz com a natureza e extraindo dela seu sustento.

Os povos ribeirinhos do Amazonas são originários do século XIX, a época de ouro do ciclo da borracha. Migrantes nordestinos, atraídos pela promessa de mão de obra no extrativismo do látex, colonizadores europeus e nativos da região são os principais povos que se miscigenaram e deram origem à comunidade de novos moradores das margens dos rios Negro e Solimões. Em 1950 a crise da borracha quebrou a base da economia e a população ribeirinha se viu diante dos desafios de sobreviver apenas dos recursos naturais disponíveis.

Ribeirinhos preservam a floresta

As principais atividades econômicas praticadas pela população de ribeirinhos é de subsistência, ou seja, possuem impacto baixo na fauna e flora das regiões onde residem. Na região norte o sustento das famílias vem da pesca, plantações como o açaí, palmito, mandioca , pastoreio de animais, caça e artesanato.

Residentes em casas de madeira de palafitas, construídas sobre troncos ou pilares, sem energia elétrica e saneamento básico, as comunidades se adaptaram aos ciclos de cheia dos rios, quando as águas inundam as comunidades por completo e transformam o cenário. O transporte é realizado através de embarcações e o isolamento econômico e social limita o desenvolvimento de políticas públicas para a oferta de serviços básicos como saúde e educação.

Cultura e sabedoria dos povos ribeirinhos

O inegável conhecimento a respeito da fauna e flora da floresta amazônica tornam a cultura e sabedoria dos povos ribeirinhos um patrimônio da humanidade. O uso de plantas medicinais, cronograma de cheias dos rios, reconhecimento dos sons das matas e épocas de plantio dos cultivos são passados de geração em geração e mantém a sustentabilidade da região.

Leia mais:
Povos Indígenas preservam a Amazônia, comprova estudo
Estudo estima 10 mil sítios arqueológicos escondidos no AM
Comunidades ribeirinhas protagonizam estudo sobre secas

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Passagem aérea a R$ 200 é limitada a 2 bilhetes por ano

Ministério de Portos e Aeroportos lança a primeira fase do programa Voa Brasil Nesta semana,...

Idam capacita mais de 100 piscicultores em Novo Airão

Dia de Campo oferece novas tecnologias e metodologias para piscicultura Mais de 100 piscicultores participaram...

Indígenas de São Gabriel da Cachoeira participam de oficinas

Cerca de 100 artesãos e produtores indígenas participaram do evento De 1 a 4 de...

Cetam preenche mais de 6 mil vagas para cursos gratuitos

Inscrições online foram realizadas nos dias 22 e 23 de julho O Centro de Educação...

Mais como este

Passagem aérea a R$ 200 é limitada a 2 bilhetes por ano

Ministério de Portos e Aeroportos lança a primeira fase do programa Voa Brasil Nesta semana,...

Idam capacita mais de 100 piscicultores em Novo Airão

Dia de Campo oferece novas tecnologias e metodologias para piscicultura Mais de 100 piscicultores participaram...

Indígenas de São Gabriel da Cachoeira participam de oficinas

Cerca de 100 artesãos e produtores indígenas participaram do evento De 1 a 4 de...