quarta-feira, julho 24, 2024
26.3 C
Manaus
InícioGeralSociedadeMPF pede arquivamento de PL que proíbe união civil homoafetiva no Brasil

MPF pede arquivamento de PL que proíbe união civil homoafetiva no Brasil

Publicado em

Publicidade

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão ligado ao Ministério Público Federal (MPF), emitiu uma nota pública pedindo a rejeição e o arquivamento de um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados que busca proibir as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo no Brasil. Segundo a procuradoria, além de ser inconstitucional, a proposta representa um retrocesso nos direitos e garantias fundamentais das pessoas LGBTQIA+ e desrespeita princípios internacionais.

O projeto de lei, de autoria do deputado Pastor Eurico (PL-PE), propõe a inclusão de um trecho no Código Civil que afirma que “nenhuma relação entre pessoas do mesmo sexo pode equiparar-se ao casamento ou a entidade familiar”. A procuradoria argumenta que essa medida é contrária aos princípios da Constituição brasileira, como o da dignidade do ser humano e a proibição de discriminação.

O que diz o MPF

Em sua nota pública, a PFDC afirma que negar a possibilidade de união civil homoafetiva é criar uma hierarquia de seres humanos com base na orientação sexual, o que vai contra os preceitos constitucionais que buscam uma convivência pacífica e harmoniosa entre os diferentes.

“Ao aprovar esse projeto, o Estado estaria reconhecendo as pessoas não heteronormativas como cidadãs de segunda classe, que não podem exercitar todos os seus direitos em função de sua orientação sexual”, destaca a procuradoria.

A PFDC também ressalta que, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), somente em 2021, 9,2 mil casais de mesmo sexo formalizaram sua união estável em cartório. Se o projeto se tornar lei, novas uniões estarão vedadas ou não terão os efeitos legais desejados, criando um desequilíbrio injustificado entre pessoas homo e heterossexuais.

Além disso, a procuradoria argumenta que a união civil é um ato voluntário e privado, que não deve ser regulamentado com base na orientação sexual das pessoas. Ela enfatiza que o projeto tenta cercear o direito de escolha dos indivíduos, uma questão que se refere à esfera privada.

Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família

O projeto de lei estava na pauta da Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família da Câmara dos Deputados para votação, mas foi adiado para a próxima quarta-feira (27) após um acordo entre as lideranças partidárias. Antes da votação, a comissão realizará uma audiência pública para debater o tema na terça-feira (26).

Vale lembrar que em 2011, o Supremo Tribunal Federal (STF) equiparou as relações entre pessoas do mesmo sexo às uniões estáveis entre homens e mulheres, reconhecendo a união homoafetiva como núcleo familiar. O STF também determinou que todos os cartórios do país realizassem casamentos homoafetivos. Para a procuradoria, essas decisões buscaram garantir a equidade de tratamento entre casais homo e heterossexuais.

O projeto de lei ainda precisa passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados antes de ser enviado ao Senado. A PFDC alerta que o ambiente na CCJ é menos favorável ao projeto, pois é presidido por um deputado da base governista e contrário à proposta.

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...

Manaus se destaca pela redução de perdas de água

Estudo do Instituto Trata Brasil revela queda de 26 pontos percentuais nos últimos anos Manaus...

Mais como este

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...