domingo, março 3, 2024
26.3 C
Manaus
InícioGeralEducaçãoPL de Dra. Mayara quer vagas a estudantes amazonenses na UEA

PL de Dra. Mayara quer vagas a estudantes amazonenses na UEA

Publicado em

Publicidade

A deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro Reis (Republicanos), protocolou na manhã desta terça-feira (2), um Projeto de Lei com o objetivo de defender o percentual de vagas disponíveis para estudantes amazonenses na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

O pronunciamento da parlamentar teve como base a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou no último dia 24, o artigo da Lei Estadual nº 2.894/2004, afetando a oferta de cotas da UEA a quem fez todo o ensino médio no Amazonas. De acordo com o ministro Alexandre de Moraes, a lei é inconstitucional e fere o artigo 19, que veda a distinção entre brasileiros.

A norma apresentada por Dra. Mayara estipula o percentual de 50% das vagas para alunos do estado, baseada na Lei Federal nº 12.711, de 29 de agosto de 2012, que trata do ingresso nas universidades e instituições federais de ensino.

Outra mudança sugerida, de autoria própria da parlamentar, estabelece 30% para candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente em qualquer Estado da Federação ou no Distrito Federal, com renda familiar per capita igual ou inferior a um quarto do salário-mínimo e, 20% para candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente em qualquer Estado da Federação ou no Distrito Federal.

Para Mayara, a proposta busca a adequação da Lei de acordo com a realidade local visando garantir o direito dos estudantes amazonenses, principalmente, os de baixa renda.

“Enquanto agente pública e representante do povo não posso deixar de lutar, principalmente, pelas pessoas mais vulneráveis, humildes e interioranas. Essa mudança criou uma insegurança muito grande em nossos vestibulandos, pessoas que estão se preparando o ano inteiro para cursar uma universidade e a UEA é um patrimônio do Amazonas, não podemos deixar esse direito de lado”, destacou.

Conforme o PL, o candidato à vaga deverá apresentar os comprovantes de renda, acompanhados de relatório socioeconômico subscrito pela Secretaria de Assistência Social do Município em que reside, ou a comprovação de que é beneficiário de um dos programas sociais do Governo Federal.

Caso o número de vagas previsto no percentual de ampla concorrência não seja totalmente preenchido, a UEA convocará os demais candidatos amazonenses, respeitando a ordem de classificação.

Leia mais:
Wilson Lima quer encontrar caminho para restabelecer cotas da UEA
STF derruba cota de 80% para estudantes amazonenses na UEA

Últimas Notícias

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu na manhã...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...

Entenda a diferença entre os sintomas de dengue e covid-19

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções...

Mais como este

“Dia D”: prefeitura de Manaus promove combate a dengue

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu na manhã...

Paratleta do halterofilismo garante prata no mundial

Maria de Fátima, paratleta de halterofilismo, segue em busca da vaga nas Paraolimpíadas de...

Confira os shows da Casa Zezinho Corrêa nos dias 2 e 3

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, vai receber, neste fim de semana, seis shows...