terça-feira, julho 23, 2024
33.3 C
Manaus
InícioAmazôniaOperação: retirada de garimpeiros tem destruição de aeronaves

Operação: retirada de garimpeiros tem destruição de aeronaves

Publicado em

Publicidade

O Ibama, a Funai e a Força Nacional, que operam desde sexta-feira (06), realizam a destruição de maquinário e aeronaves

As operações do governo federal para retirar mais de 20 mil garimpeiros ilegais se intensificam na Terra Indígena Yanomami, em Roraima. O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama), a Fundação dos Povos Indígenas (Funai) e a Força Nacional, que operam desde sexta-feira (06), realizam a destruição de maquinário e aeronaves.

Na noite de ontem, sportters flagraram dois aviões cargueiros da Força Aérea (KC-390 e C-105 Amazonas) no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes em Manaus. Embarcaram neles agentes da Força Nacional e materiais de trabalho – escudos e cassetetes – que chegaram de Brasília em um Boeing C-30.

O registro foi realizado por volta das 22h. Os agentes militares estariam embarcando para a Roraima, mas por condições do aeroporto, que não conta com maquinário logístico para receber o desembarque, precisaram fazer a mudança na aeronave.

Desde segunda-feira na TIY, segundo reportagem do jornal Estado de São Paulo, foram destruídos um helicóptero, um avião, um trator de esteira e estruturas de apoio logístico ao garimpo. Duas armas e três barcos foram apreendidos, assim como cerca de 5 mil litros de combustível que será utilizado na própria operação.

Uma base de controle foi montada no rio Uraricoera que tem servido de rota para os garimpeiros e tem acesso ao Amazonas. A medida pretende impedir o fluxo de suprimentos, gasolina e diesel, uma vez que as embarcações apreendidos nos últimos dias carregavam cerca de uma tonelada de alimentos, freezers, geradores e até antenas de internet.

Para somar esforços, o Ministério da Defesa, acionou o Comando Operacional Conjunto Amazônia (Cmdo Op Cj Amz) – Exército, Marinha e Força Aérea (que comanda a ação), que ativou a Operação Escudo Yanomami . A medida dará suporte ao trabalho integrado das Forças Armadas no enfrentamento da crise em TIY, tanto em Roraima, quanto na fatia do território no Amazonas.

A operação é gerenciada pelo comandante o Major-Brigadeiro do Ar Raimundo Nogueira Lopes Neto. A Força Aérea tem atuada na interceptação de aeronaves. Após apelo dos garimpeiros e pressões política como do próprio governador de Roraima, Antônio Denarium (PP), foi determinada a abertura parcial da Zona de Identificação de Defesa Aérea (Zida) para permitir a saída de garimpeiros.

O afrouxamento da Zida será mantido até a próxima semana. Voos com tráfego suspeito serão submetidos a medidas de policiamento do espaço aéreo. Por terra, a Folha de São Paulo acompanhou a saída de garimpeiros à pé e revelou que as viagens de avião chegam a custar R$ 15 mil após às restrições de voos impostas na região.

Além da interceptação da Força Aérea, o Grupo Especializado de Fiscalização (GEF) do Ibama,  monitora pistas de pouso clandestinas na região. Sobrevoos para identificar e destruir a infraestrutura do garimpo, como aviões, helicópteros, motores e instalações, serão mantidos. O trator destruído era usado para abrir “ramais” na floresta.

Leia mais:
FAB reabre espaço aéreo em RR para saída espontânea de garimpeiros
Governo distribui 4 toneladas de alimentos para comunidades yanomami
Garimpo: Aeronáutica vai controlar espaço aéreo da terra Yanomami

Mais informações.

Últimas Notícias

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...

Manaus se destaca pela redução de perdas de água

Estudo do Instituto Trata Brasil revela queda de 26 pontos percentuais nos últimos anos Manaus...

Mais como este

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...