sábado, junho 15, 2024
31.3 C
Manaus
InícioPoder25 adolescentes foram identificados como autores de ameaças às escolas do AM

25 adolescentes foram identificados como autores de ameaças às escolas do AM

Publicado em

Publicidade

Em 24h, foram 25 adolescentes identificados de estarem envolvidos em ameaças contra escolas das redes estadual e municipal de ensino no Amazonas. Os jovens foram apreendidos e encaminhados à delegacia especializada pelo Núcleo de Inteligência e Segurança Escolar (Nise), implantado pelo Governo do Amazonas.

Os alunos, todos menores, são autores das ameaças propagadas na internet, tendo como possíveis alvos escolas localizadas nas zonas norte, leste, centro-sul, oeste e centro-oeste de Manaus. Os envolvidos foram encaminhados à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde foi registrado boletim de ocorrência (BO) e instaurados procedimentos. Os alunos menores de 12 anos foram encaminhados ao Conselho Tutelar.

De acordo com o delegado da Polícia Civil e membro do Nise, Denis Pinho, foram gerados 10 procedimentos e os envolvidos responderão pelo ato infracional de terrorismo.

“Essa ação foi coordenada pelo Nise e resultou, em menos de 24h, na identificação de 25 adolescentes envolvidos em atos infracionais de ameaças a escolas. A ação contou com a participação das polícias Militar e Civil, que identificaram perfis falsos utilizados por esses adolescentes para realizar ameaças, supostamente, de ataques às escolas. Todos os adolescentes serão enquadrados no ato infracional de terrorismo”, afirmou o delegado.

A secretária de Educação, Kuka Chaves, destacou a ação integrada entre os órgãos que resultou nos resultados positivos e reiterou a importância de se evitar a propagação das notícias falsas.

“Nós estamos trabalhando com toda a rede, inclusive com as polícias Civil e Militar, de uma forma ostensiva. Todas as forças de segurança do Estado e órgãos competentes estão trabalhando, dia e noite, para resguardar e assegurar as nossas escolas, tanto da rede estadual, municipal e particular, na capital e no interior. Nesse momento, o que fica, mais do que nunca, é um apelo para que as ‘fakes news’ não sejam propagadas nas redes, porque atrapalha o trabalho que estamos fazendo. Este é um trabalho educativo e de monitoramento”, destacou a secretária.

O Nise compõe uma das ações do “Comitê Interinstitucional de Proteção, Monitoramento, Guarda e Segurança Escolar”. Atuante no monitoramento e prevenção de ameaças às unidades de ensino, o Nise tem apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), por meio das polícias Militar (PMAM) e Civil (PC-AM), e da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai).

Denúncias

O delegado Denis Pinho ressaltou a importância do canal de denúncias do Nise e a participação fundamental da população. Os casos já identificados pela inteligência foram a partir de denúncias feitas a esta linha direta.

As denúncias podem ser feitas por telefone e whatsapp pelo número (92) 99414-0480 e via e-mail: [email protected]. O canal garante a preservação do sigilo das informações do denunciante. As denúncias também podem ser feitas pelo 190 e 181.

A Polícia Civil tem participação direta no Nise, com reforço nas investigações das delegacias especializadas, entre elas, a Deaai, Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e a Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc).

Nise

O Núcleo de Inteligência e Segurança Escolar tem como objetivo adotar medidas de segurança para inibir ataques e crimes de ameaça, racismo, bullying, ciberbullying, uso abusivo de drogas, tráfico de entorpecentes e quaisquer outras ações que se configurem em transgressões no interior das escolas contra estudantes, profissionais da educação ou mesmo contra a estrutura das unidades da rede estadual de ensino.

O acompanhamento e tomadas de decisão se darão via acompanhamento do núcleo, por meio de Sistema Integrado de Monitoramento, interligando as câmeras de segurança das escolas da rede estadual com a inteligência da SSP, além de ação de geoprocessamento, a fim de identificar e mapear as regiões e zonas críticas para, assim, detectar e dar seguimento à conclusão dos casos de forma mais célere, estreitando ainda mais a relação entre educação e segurança pública, em prol do bem-estar de toda a comunidade escolar.

O Nise contará com diversas frentes de atuação multidisciplinares como: ações de inteligência, pedagógicas, atenção psicossocial, de segurança pública e de proteção à comunidade escolar, por meio de parceria com as secretarias diretamente ligadas ao tema e que compõem o Comitê Interinstitucional de Proteção, Monitoramento, Guarda e Segurança Escolar.

Leia mais:
Governo do AM cria Comitê de Inteligência e Segurança Escolar
Edital de R$150 mi para prevenir violência em escolas sai nesta terça
Escolas municipais terão botão do pânico e agentes de segurança, diz Prefeitura

Últimas Notícias

CMM é finalista no Prêmio das Melhores Escolas do Mundo 2024

O Colégio Militar de Manaus (CMM) foi selecionado como um dos finalistas do Prêmio...

Lula aborda aborto e desoneração durante a Cúpula do G7

Em visita ao continente europeu desde quinta-feira (13), onde participou como convidado da Cúpula...

Programação cultural gratuita na Casa de Praia Zezinho Corrêa

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, administrada pela Prefeitura de Manaus através da Secretaria...

Operação na Base Arpão 2 leva à maior apreensão de drogas no AM

Apreensão recorde de droga no Amazonas As Forças de Segurança do Amazonas realizaram a maior...

Mais como este

CMM é finalista no Prêmio das Melhores Escolas do Mundo 2024

O Colégio Militar de Manaus (CMM) foi selecionado como um dos finalistas do Prêmio...

Lula aborda aborto e desoneração durante a Cúpula do G7

Em visita ao continente europeu desde quinta-feira (13), onde participou como convidado da Cúpula...

Programação cultural gratuita na Casa de Praia Zezinho Corrêa

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, administrada pela Prefeitura de Manaus através da Secretaria...