domingo, maio 19, 2024
28.3 C
Manaus
InícioPoderJustiça reprova contas do MDB por irregularidades em 2022

Justiça reprova contas do MDB por irregularidades em 2022

Publicado em

Publicidade

Na última terça-feira (16), a Justiça Eleitoral do Amazonas anunciou a desaprovação das contas do partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), fundamentando sua decisão em irregularidades graves relacionadas ao recebimento de recursos de fonte vedada e à inconsistência no cumprimento do percentual mínimo do Fundo Partidário destinado a programas de incentivo à participação feminina na política.

O que disse a Justiça Eleitoral

O relator do processo, Juiz Marcelo Pires Soares, sustentou a prerrogativa estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que as doações a partidos políticos devem ser feitas de forma voluntária pelo doador. Soares destacou que ao instituir doações por débito automático em folha de pagamento, o MDB acabou por converter a liberdade em uma prestação compulsória, potencialmente permitindo o repasse ilegal de recursos públicos para o partido.

Além disso, o relator abordou a falta de aplicação do percentual mínimo de recursos do Fundo Partidário em programas de incentivo à participação feminina na política. Ele determinou que o montante seja direcionado para candidaturas femininas nas eleições imediatamente subsequentes ao trânsito em julgado, conforme previsto no artigo 2º da Emenda Constitucional nº 117/2019.

O pleno era composto pelos juízes Dra. Giselle Falcone Medina, Dr. Marcelo Pires Soares, Dr. Marcelo Vieira, Dr. Victor Liuzzi, e pelos desembargadores Dr. Jorge Lins e Dra. Carla Reis, e a decisão pela reprovação das contas do MDB foi tomada em unanimidade.

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) exigiu que os recursos identificados como irregulares sejam direcionados para candidaturas femininas nas próximas eleições, seguindo de acordo com a legislação eleitoral brasileira.

Resposta do MDB

Quando perguntado sobre a decisão da Justiça Eleitoral, o secretário-geral do MDB-AM, Miguel Capobiango, afirmou que houve uma má interpretação dos documentos apresentados, e que o partido buscará fazer os esclarecimentos necessários:

“A desaprovação se refere a contribuição partidária de uma parlamentar do partido, descontada em seu contracheques. Não se trata de fonte vedada, mas contribuição de pessoa física. Vamos recorrer com os esclarecimentos devidos”, disse o secretário do partido.

* Com informações da Revista Cenarium

Leia mais:
MPF pede indenização bilionária ao AM e Manaus por mortes de Covid
TRE-AM rejeita cassação de David Almeida
TRE-AM rejeita pedido de cassação de Wilson Lima feito por Braga

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Emprego no Sine: veja 423 vagas para esta segunda-feira (20)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta 423 vagas de emprego...

Cetam oferece mais de 400 vagas em cursos para Parintins

O governador Wilson Lima esteve em Parintins, na última sexta-feira (17/05), para uma série...

Veja onde buscar atendimento em uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher

A partir da próxima segunda-feira, 20/5, uma das cinco unidades móveis de saúde da...

Thiaguinho e Belo serão as atrações da Festa dos Visitantes 2024 em Parintins

Thiaguinho e Belo foram anunciados como as atrações nacionais da Festa dos Visitantes 2024,...

Mais como este

Emprego no Sine: veja 423 vagas para esta segunda-feira (20)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta 423 vagas de emprego...

Cetam oferece mais de 400 vagas em cursos para Parintins

O governador Wilson Lima esteve em Parintins, na última sexta-feira (17/05), para uma série...

Veja onde buscar atendimento em uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher

A partir da próxima segunda-feira, 20/5, uma das cinco unidades móveis de saúde da...