segunda-feira, maio 20, 2024
26.3 C
Manaus
InícioGeralEducaçãoCotas da UEA serão julgadas no STF nesta quarta feira (20)

Cotas da UEA serão julgadas no STF nesta quarta feira (20)

Publicado em

Publicidade

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) adotou em 2004 uma política de cotas que reservava 80% de suas vagas para estudantes que tenham cursado o ensino médio em escolas estaduais ou particulares do estado, de acordo com a Lei nº 2.894.

O percentual da cota regional foi derrubado por decisão unânime do Supremo Tribunal Federal (STF) por ser considerado inconstitucional. Desde então propostas diferentes foram apresentadas, levando em consideração possíveis soluções para a UEA.

Nesta quarta-feira (20/09), está previsto que o STF retome a discussão do recurso.

Conheça as propostas para a política de cotas

A proposta de Luís Roberto Barroso leva em consideração a importância de beneficiar um grupo social específico em situação de desigualdade. Neste cenário, a política de cotas seria válida. Com ele, votam Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Luiz Fux e Nunes Marques.

Alexandre de Moraes, por sua vez, acredita na inconstitucionalidade do critério de reserva de vagas para estudantes que obrigue os candidatos a cursarem o ensino médio integralmente no estado onde a universidade pública estadual tenha sede. Edson Fachin, Rosa Weber e Gilmar Mendes acompanharam o ministro em seu voto.

O relator do recurso, Marco Aurélio tinha uma visão diferente de seus colegas antes de se aposentar. O então ministro defendeu que a norma visa o desenvolvimento socioeconômico regional do Amazonas e existe por levar em consideração as dificuldades socioeconômicas enfrentadas pela população. Por isso sua proposta defende a fixação da cota em 50% para alunos que tenham cursado o ensino médio integralmente no estado. Sua perspectiva, no entanto, não encontrou apoio no STF.

Histórico de adiamento da votação

O STF já adiou seis vezes a votação do recurso RE 614873, duas delas em setembro. Além do item referente à política de cotas da UEA, que tramita há 10 anos na casa, existem outros treze processos na pauta para julgamento.

Entre eles, o Marco Temporal sobre a demarcação de terras indígenas, o primeiro item a ser julgado nesta quarta feira.

Leia mais:
STF valida desapropriação de terras produtivas
STF determina que homofobia seja classificada como injúria racial
Estudante obtém liminar para estudar na UEA após STF derrubar lei de cotas

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Emprego no Sine: veja 423 vagas para esta segunda-feira (20)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta 423 vagas de emprego...

Cetam oferece mais de 400 vagas em cursos para Parintins

O governador Wilson Lima esteve em Parintins, na última sexta-feira (17/05), para uma série...

Veja onde buscar atendimento em uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher

A partir da próxima segunda-feira, 20/5, uma das cinco unidades móveis de saúde da...

Thiaguinho e Belo serão as atrações da Festa dos Visitantes 2024 em Parintins

Thiaguinho e Belo foram anunciados como as atrações nacionais da Festa dos Visitantes 2024,...

Mais como este

Emprego no Sine: veja 423 vagas para esta segunda-feira (20)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta 423 vagas de emprego...

Cetam oferece mais de 400 vagas em cursos para Parintins

O governador Wilson Lima esteve em Parintins, na última sexta-feira (17/05), para uma série...

Veja onde buscar atendimento em uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher

A partir da próxima segunda-feira, 20/5, uma das cinco unidades móveis de saúde da...