segunda-feira, julho 15, 2024
31.3 C
Manaus
InícioPoderPolíticaDeputada do AP tem mandato cassado por pagar harmonização facial com verba...

Deputada do AP tem mandato cassado por pagar harmonização facial com verba eleitoral

Publicado em

Publicidade

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) cassou, por unanimidade, o mandato da deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP). A decisão foi motivada pelo uso de verba pública de campanha eleitoral para um procedimento de harmonização facial durante as eleições de 2022, quando Waiãpi foi eleita para a Câmara dos Deputados.

A deputada nega qualquer irregularidade e afirma que suas contas de campanha foram aprovadas pela Justiça Eleitoral. A decisão do TRE-AP ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Entenda o caso

Segundo o Ministério Público Eleitoral (MPE), dois repasses foram realizados em 29 de agosto de 2022, ambos provenientes do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). O primeiro, no valor de R$ 2 mil, e o segundo, de R$ 7 mil. A denúncia aponta que, no mesmo dia, a deputada realizou o procedimento estético.

Nos documentos apresentados, a deputada Silvia Waiãpi registrou um gasto de R$ 39.454,70 para serviços de marketing digital, cerimonial e produção de vídeos, mas apenas R$ 20 mil foram efetivamente destinados para essas finalidades. O restante, incluindo o valor do procedimento estético, foi utilizado para outras despesas.

O caso foi levado ao conhecimento do Ministério Público pela assessora da deputada. Durante a sessão desta quarta-feira no TRE-AP, os desembargadores ouviram um depoimento do cirurgião-dentista que realizou o procedimento, confirmando o pagamento feito pela então assessora eleitoral de Waiãpi. O MPE apresentou recibos do procedimento como prova durante o julgamento.

Resposta da deputada

Em nota, a assessoria de Silvia Waiãpi declarou que a deputada “soube pela imprensa que seu mandato havia sido ‘cassado’”. A nota também mencionou que as contas de campanha já haviam sido aprovadas pelo mesmo tribunal e que a deputada não foi intimada, assim como seus advogados.

“Agora cumpre aos advogados tomarem ciência do que de fato foi julgado e tomar as medidas cabíveis”, finaliza a nota.

Leia mais:
Proposta de novo ensino médio é aprovada na Câmara dos Deputados
AM é o 3º Estado que mais reduziu roubos de veículos em 2024
Pelo quarto ano seguido, AM é estado que mais investe em mestres e doutores

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Governo monta força-tarefa para atender vítimas de incêndio em Nhamundá

Equipes da Defesa Civil, Secretaria de Assistência Social (Seas) e Secretaria de Justiça e...

Em Parintins, PT rompe de vez com PSD e declara apoio a Brena Dianná

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de Parintins declarou apoio à pré-candidatura...

Convocação da lista de espera do Fies é prorrogada para o dia 19

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou o prazo final para a convocação das vagas...

Sine Manaus oferece 300 vagas de emprego nesta segunda (15)

A Prefeitura de Manaus, por meio do Sine Manaus, oferta 300 vagas de emprego...

Mais como este

Governo monta força-tarefa para atender vítimas de incêndio em Nhamundá

Equipes da Defesa Civil, Secretaria de Assistência Social (Seas) e Secretaria de Justiça e...

Em Parintins, PT rompe de vez com PSD e declara apoio a Brena Dianná

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de Parintins declarou apoio à pré-candidatura...

Convocação da lista de espera do Fies é prorrogada para o dia 19

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou o prazo final para a convocação das vagas...