sábado, abril 20, 2024
27.3 C
Manaus
InícioGeralSociedadeEstudo revela aumento de suicídio de jovens indígenas no Brasil

Estudo revela aumento de suicídio de jovens indígenas no Brasil

Publicado em

Publicidade

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade de Harvard conduziram o primeiro estudo nacional abrangente sobre as taxas de suicídio no Brasil, com um foco especial nos povos indígenas. Os resultados alarmantes revelaram uma situação preocupante, com um risco desproporcionalmente elevado de suicídio entre indígenas, principalmente na faixa etária de 10 a 24 anos, nas regiões Norte e Centro-Oeste do país, com ênfase nos estados do Amazonas e Mato Grosso do Sul.

Este estudo, publicado na renomada revista The Lancet Regional Health – Americas, lança luz sobre uma questão de saúde pública negligenciada, especialmente relevante no mês de Setembro Amarelo, dedicado à prevenção do suicídio no Brasil. O epidemiologista Jesem Orellana, chefe do Laboratório de Modelagem em Estatística, Geoprocessamento e Epidemiologia do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) e coautor do estudo, enfatiza a importância de abordar essa questão urgente.

Povos indígenas vulneráveis

As análises deste estudo, baseadas em dados oficiais de mortalidade do Ministério da Saúde, têm como objetivo estimar as taxas de suicídio e suas tendências tanto entre indígenas quanto entre não indígenas no Brasil. O artigo intitulado “Suicídio entre povos indígenas no Brasil de 2000 a 2020: um estudo descritivo” destaca as tendências preocupantes das taxas de suicídio entre os povos indígenas do Brasil.

Os resultados gerais do estudo indicam que as taxas de suicídio entre indígenas são mais altas em homens e na faixa etária de 10 a 24 anos. Em regiões como a Centro-Oeste e Norte, os números são particularmente alarmantes, com taxas que atingiram 73,75 e 52,05 por 100 mil habitantes em 2018 e 2017, respectivamente. O estudo também observou um aumento significativo nas taxas de suicídio entre indígenas de 10 a 24 anos na Região Norte a partir de 2013, contrariando a tendência de queda observada na Região Centro-Oeste.

Nível Nacional

Em nível nacional, tanto a população indígena quanto a não indígena apresentaram tendências de aumento nas taxas de suicídio entre 2000 e 2020. No entanto, a situação varia consideravelmente, com estados como Amazonas, na Região Norte, e Mato Grosso do Sul, na Região Centro-Oeste, destacando-se como os responsáveis por essas substanciais diferenças nas estatísticas entre indígenas e não indígenas.

Os resultados do estudo ressaltam a extrema vulnerabilidade dos indígenas ao suicídio no Brasil, especialmente entre os homens de 10 a 24 anos, que vivem nos estados do Amazonas e Mato Grosso do Sul. Isso enfatiza a urgente necessidade de priorizar a alocação de recursos financeiros e o desenvolvimento de estratégias para reduzir os fatores de risco associados ao suicídio, incluindo a desigualdade social e o acesso limitado aos cuidados de saúde mental.

Leia mais:
Amazonas possui mais de 490 mil pessoas indígenas
Estiagem comprometerá distribuição de alimentos para 500 mil pessoas no AM
Plínio Valério é único do Amazonas a apoiar PEC do Marco Temporal

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

 

Últimas Notícias

Isabelle retorna a Manaus neste sábado após o BBB24

Após conquistar o terceiro lugar no Big Brother Brasil (BBB24), da Rede Globo, Isabelle...

Vacinação contra dengue encerra para público de 4 a 59 anos em Manaus

A Prefeitura de Manaus informa que as doses da vacina contra dengue para pessoas...

Veja a programação da Casa de Praia Zezinho Corrêa para o fim de semana

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, um espaço gerido pela Prefeitura de Manaus através...

Amazonas: Boletim aponta aumento de casos de Síndrome Respiratória

O Boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado recentemente, ressalta um cenário preocupante...

Mais como este

Isabelle retorna a Manaus neste sábado após o BBB24

Após conquistar o terceiro lugar no Big Brother Brasil (BBB24), da Rede Globo, Isabelle...

Vacinação contra dengue encerra para público de 4 a 59 anos em Manaus

A Prefeitura de Manaus informa que as doses da vacina contra dengue para pessoas...

Veja a programação da Casa de Praia Zezinho Corrêa para o fim de semana

A Casa de Praia Zezinho Corrêa, um espaço gerido pela Prefeitura de Manaus através...