sexta-feira, junho 21, 2024
31.3 C
Manaus
InícioGeralEconomiaCâmara aprova PEC da reforma tributária

Câmara aprova PEC da reforma tributária

Publicado em

Publicidade

Após mais de dez horas de sessão, a Câmara dos Deputados aprovou, em primeiro turno, o texto-base da reforma tributária por 382 votos a 118, com três abstenções. A aprovação em segundo turno ocorreu já na madrugada, aproximadamente às 1h40 da manhã, com 375 votos a favor e 113 contrários à PEC.

Alterações e discussões

A sessão teve início às 11h, com debates em torno do texto. Por volta das 18h, foi iniciada a votação. Um requerimento para adiar a votação foi derrotado por 357 votos a 133, e os debates continuaram durante a votação. O relator da proposta, Aguinaldo Ribeiro, fez mudanças de última hora para ampliar a base de apoio.

Mudanças no texto

Entre as alterações feitas no texto, destaca-se a isenção do Imposto sobre Valor Adicionado (IVA) para itens da cesta básica e criação de uma “cesta básica nacional de alimentos”. Além disso, foram mantidos regimes específicos de arrecadação para alguns setores, como combustíveis, operações imobiliárias e serviços financeiros.

Conselho Federativo e Imposto Seletivo

O Conselho Federativo, responsável por gerir o IBS (Imposto sobre Bens e Serviços), teve seu modelo de votação alterado. Será composto por representantes dos estados, municípios e Distrito Federal, com critérios de votação baseados na maioria numérica e na população.

O Imposto Seletivo também passou por mudanças, com a exclusão de itens prejudiciais à saúde e ao meio ambiente que já pagam IVA reduzido. A cobrança desse imposto sobre agrotóxicos e defensivos agrícolas será discutida em lei complementar.

Outras medidas

O texto também prevê a criação do Fundo Nacional de Desenvolvimento Regional, que terá recursos destinados ao desenvolvimento de estados que não poderão mais recorrer à guerra fiscal. Além disso, foram feitos ajustes em relação ao tratamento diferenciado da Zona Franca de Manaus e Zonas de Processamento de Exportação.

O cashback, sistema de devolução parcial de impostos, terá como base a redução de desigualdade de renda, atendendo a reivindicações de parlamentares conservadores. Em relação às heranças, foram feitas isenções para transmissões a entidades sem fins lucrativos com finalidade de relevância pública e social.

A proposta agora segue para apreciação no Senado Federal.

Leia mais:
Reforma tributária: especialista comenta pontos positivos e negativos
Governadores criticam benefícios fiscais na reforma tributária
Representantes do AM participam de reunião sobre a reforma tributária

Com informações da Agência Brasil*

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

Codam aprova investimento de R$ 698 milhões para o polo industrial

Estimativa de criação de 991 empregos nos próximos três anos e realocação de 403...

Festival de Parintins: Caprichoso Completa 95% dos preparativos

Preparativos avançam na reta final com últimos ajustes Com pouco mais de uma semana para...

Operação da Polícia Civil apreende mais de 1500 produtos falsificados em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra...

Faltar ao atendimento de emissão da CIN resultará em bloqueio de novos agendamentos

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) anunciou uma nova medida para diminuir...

Mais como este

Codam aprova investimento de R$ 698 milhões para o polo industrial

Estimativa de criação de 991 empregos nos próximos três anos e realocação de 403...

Festival de Parintins: Caprichoso Completa 95% dos preparativos

Preparativos avançam na reta final com últimos ajustes Com pouco mais de uma semana para...

Operação da Polícia Civil apreende mais de 1500 produtos falsificados em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra...