quarta-feira, julho 24, 2024
26.3 C
Manaus
InícioGeralDPE-AM recomenda suspensão da venda de ingressos para o #SouManaus 2023

DPE-AM recomenda suspensão da venda de ingressos para o #SouManaus 2023

Publicado em

Publicidade

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) emitiu uma recomendação contundente à Prefeitura de Manaus e à Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), nesta quarta-feira (23), visando a suspensão imediata da venda de ingressos para o aguardado festival anual #SouManaus Passo a Paço 2023. O evento, marcado para os dias 5, 6 e 7 de setembro, promete reunir tanto atrações nacionais quanto internacionais em um ambiente de celebração cultural no coração histórico de Manaus.

O teor da recomendação tem como base o clamor da população, que expressou sua insatisfação com o modelo atualmente adotado para acesso ao festival. De acordo com a Defensoria Pública, a necessidade de aquisição de ingressos ou a troca de pulseiras de acesso gerou um sentimento de exclusão, limitando o alcance das principais atrações do evento.

O documento da Defensoria também enfatiza a relevância do evento para a cultura local. Com sua inclusão no calendário cultural da cidade, o #SouManaus Passo a Paço é reconhecido por oferecer gratuitamente diversas atrações à população, uma tradição que se alinha com a história do evento. Ademais, uma parcela de financiamento público é alocada para a realização do festival, com os habitantes da cidade sendo os beneficiários finais dessa contribuição.

Juntamente com a recomendação de suspensão da venda de ingressos e a ampliação do acesso da população ao festival, a Defensoria solicitou também que a Prefeitura de Manaus inicie campanhas de educação ambiental, buscando conscientizar os cidadãos sobre a importância do descarte adequado dos resíduos sólidos.

A urgência dessas medidas é acentuada no documento, destacando-se que os direitos sociais da população estão em jogo. Além disso, a recomendação chama a atenção para a possibilidade de outras medidas serem tomadas para abordar situações controversas, como a suposta falta de atrações destinadas a outras manifestações religiosas.

O ofício contendo a recomendação foi direcionado à Prefeitura de Manaus, à Manauscult, à Procuradoria-Geral do Município (PGM) e à Casa Civil. Essas entidades têm um prazo de 72 horas, a partir da data de expedição do ofício, para tomar providências e enviar suas respostas à Defensoria.

A DPE-AM destaca que a não observância das orientações fornecidas na recomendação pode levar à implementação de medidas judiciais e extrajudiciais apropriadas.

Leia mais:
Coronel Menezes é expulso do PL após ofensas a Alberto Neto
Bancada quer derrubar proibição de navegar à noite no Amazonas
AM adere ao programa de alfabetização para crianças até o 2º ano

Siga nosso perfil no Instagram e curta nossa página no Facebook

Últimas Notícias

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...

Manaus se destaca pela redução de perdas de água

Estudo do Instituto Trata Brasil revela queda de 26 pontos percentuais nos últimos anos Manaus...

Mais como este

PC-AM prende mais duas pessoas por desvio de medicamentos em Manaus

Cerca de três meses depois da deflagração da primeira fase da Operação Corsário, a...

União Europeia fará doação de R$120 milhões ao Fundo Amazônia

Nesta segunda-feira (22), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a...

MEC divulga edital do ‘Enade das Licenciaturas’

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional...